Meteorologistas alertam para risco de neve e temperaturas negativas nesta segunda-feira na Serra - Geral - Pioneiro

Clima16/07/2017 | 18h12

Meteorologistas alertam para risco de neve e temperaturas negativas nesta segunda-feira na Serra

Possibilidade mais real é em São José dos Ausentes, onde a mínima prevista é de -2ºC. Em Caxias, previsão é de 1ºC

Deu até para ficar mal acostumado com o veranico das últimas semanas, de temperaturas amenas e a presença do sol suavizando o frio tradicional de julho. Mas isso muda a partir desta segunda-feira, quando uma frente de ar polar vinda da Antártida chega ao Rio Grande do Sul e pode provocar até mesmo a tão aguardada neve.

De acordo com o meteorologista Evandro Ribeiro Magalhães, da Somar Meteorologia, as chances de o fenômeno ocorrer na Serra não são remotas. São José dos Ausentes é a cidade onde a possibilidade é mais real.

— O ar vai estar úmido ainda, por isso existe a possibilidade. Mas a neve deve chegar somente na noite de segunda, ali pelas 20h as temperaturas devem estar suficientemente baixas para isso — adianta o meteorologista.

Em São José dos Ausentes, a temperatura mínima prevista para essa segunda-feira é de -2 ºC e deve ocorrer justamente à noite, quando a massa de ar chega à Serra. Em Caxias, a mínima prevista é de 1 ºC. Já na terça, os termômetros devem cair ainda mais, com a previsão de -5 ºC em Ausentes e -3 ºC em Caxias.

— Mas a terça será sem neve — prevê Magalhães.

O frio deve atingir todo o Rio Grande do Sul e, na Serra, as mínimas negativas devem ser uma realidade até o meio da semana, pelo menos. O auge das temperaturas baixas, no entanto, será entre segunda e terça-feira. De acordo com a Somar, a partir do próximo fim de semana, volta a esquentar novamente no Estado.

A expectativa de frio aliada ao período de férias escolares aquece o setor turístico. Em Gramado, uma das cidades mais procuradas nessa época do ano, o setor hoteleiro está praticamente lotado.

— A segunda quinzena de julho sempre foi bacana por conta das férias escolares. Essa frente fria só impulsiona, dá aquela expectativa que as pessoas estão procurando. Essa semana já teve gente nos ligando para saber qual era o lugar mais bacana para tirar fotos, caso a neve realmente venha — disse a secretária de Turismo de Gramado, Rubia Frizzo.

Na pousada Fazenda Monte Negro, em São José dos Ausentes, não há mais vagas desde a última quarta-feira. O proprietário, Anápio Donizete Pereira, conta que o período de férias de inverno também é tradicionalmente movimentado por lá, mas a perspectiva de neve intensificou a procura dos turistas.

— Estamos recebendo muitas ligações de última hora e, por estarmos lotados, acabamos encaminhando para outras pousadas e hotéis daqui. Mas acredito que estejam todas lotadas para a próxima semana — festeja o empresário.

Neve registrada no Chile e Argentina

Em Santiago do Chile, uma nevasca de grandes proporções fez a cidade amanhecer toda branca no sábado. Na Argentina, o frio foi tão intenso, que quase metade da cidade de Bariloche ficou sem energia elétrica e o aeroporto teve de cancelar voos. Por lá, já na sexta-feira ocorreu o que está sendo chamado de "nevasca do século". É essa massa de ar rigorosamente gelado que está chegando ao Rio Grande do Sul, garantem os meteorologistas.

Por aqui, o registro mais recente não chegou perto dessa intensidade. Foi em 9 de junho, quando os turistas animaram-se com uma "chuva congelada" em São José dos Ausentes. A última grande nevasca ocorreu na noite de 26 de agosto e madrugada de 27 de agosto de 2013, quando o gelo cobriu toda Caxias do Sul e outras cidades da Serra. Em 1994, também houve registro expressivo de neve em Caxias; além de 1965, nevasca histórica que permanece viva na memória de quem tem mais de 50 ano

PIONEIRO

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros