Memória: A religiosidade dos Cônegos Regulares Lateranenses - Geral - Pioneiro

História19/07/2017 | 10h32Atualizada em 19/07/2017 | 10h34

Memória: A religiosidade dos Cônegos Regulares Lateranenses

Em 11 de outubro 1947 foi formada a primeira comunidade cônega no Brasil

Após a Segunda Guerra Mundial, o Papa Pio XII, percebendo a prevalência da igreja na sociedade, exortava ordens para enviar religiosos à América Latina. Acolhendo este pedido, na data de 1947, teve início a missão dos Cônegos Regulares Lateranenses, desde a Itália até o Brasil. Tendo um sacerdote polonês na Itália, dom Arcangelo Sysk, a província Italiana achou oportuno enviá-lo ao Brasil.

Foto: Acervo da Congregação dos Cônegos Regulares Lateranenses / Divulgação

Dom Sysk, doutor em filosofia, teologia e pregador, partiu no dia 12 de janeiro de 1947, chegando ao Rio de Janeiro em 22 de março, tornando-se hóspede dos padres do Verbo Divino, que o receberam com muita atenção e carinho. O padre Sysk, viajando pelo Brasil em busca de uma possibilidade de trabalho pastoral, foi aconselhado ir à região Sul do país, onde existia uma grande população de origem italiana, alemã e polonesa. 

Nesse período, o arcebispo Monsenhor Alfredo Scherer ofereceu-lhe a paróquia de Santa Lúcia do Piaí, perto de Caxias do Sul. A tomada de posse foi no dia 27 de julho de 1947.

Devido à alta quantidade de pessoas que necessitavam de assistência, entre cinco a seis mil, espalhadas num território de dois mil quilômetros quadrados, o provincial italiano, preocupado por este fato, enviou o padre Domingos Tonini à região. Chegando ao Brasil, Tonini manifestou ao padre Sysk o desejo de um outro irmão, o padre Roque Castellano, de vir morar em terras brasileiras. Em carta de 11 de outubro 1947, registrou a alegria dos padres ao receberam um outro irmão, o senhor João Becker. Assim, foi formada a primeira comunidade cônega no Brasil.

70 anos de comemoração

Entre os dias 10 e 16 de julho, cônegos das distintas províncias da Ordem brasileira, argentina, francesa, belga, holandesa, polonesa, espanhola, italiana e dominicana estiveram reunidos no Seminário Nossa Senhora da Divina Providência, em Santa Lúcia do Piaí.

Eles aproveitaram para reformar as Constituições Gerais da Ordem, com o fim de readaptá-las aos novos tempos, e também celebrar os 70 anos da presença dos Cônegos Regulares Lateranenses no Brasil. 

A programação iniciou em dia 10, com a recepção do Abade Geral da Ordem dos Cônegos Regulares Lateranenses, Dom Giuseppe Cipoloni, e os conselheiros das distintas províncias e se encerrou no último domingo, com a Festa de Nossa Senhora do Carmo, na Paróquia de Santa Lúcia do Piaí, distrito de Caxias do Sul.

Fundação do seminário menor

Foto: Acervo da Congregação dos Cônegos Regulares Lateranenses / Divulgação

A abertura do seminário menor constitui uma grande conquista para os padres pioneiros, decididos a trabalhar suas vocações no Brasil. Mesmo apresentando dificuldades, como a falta de professores qualificados, os padres decidiram abrir as portas de uma pequena canônica aos primeiros 12 alunos, em ocasião da festa dos santos cônegos, no ano de 1948.

Após um breve tempo, ao ser aconselhada a presença do bispo de Caxias José Baréa na comunidade, os padres cônegos aproveitaram uma oportunidade e compraram um terreno de 38 hectares na comunidade de Santa Lúcia do Piaí, tendo ali uma área suficiente para manter entre 50 e 60 religiosos.

Fonte

As informações desta coluna foram uma contribuição da leitora Neiva Andreazza.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comHomem sofre fratura nas duas pernas em empresa de Caxias do Sul https://t.co/NlRqVeBNVa #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEstacionamento na Avenida Rio Branco volta a operar em Caxias https://t.co/s6RxA2Xnx1 #pioneirohá 8 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros