Unidos para salvar vidas: 53 novos bombeiros se formam em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Quartéis30/06/2017 | 19h35Atualizada em 30/06/2017 | 19h36

Unidos para salvar vidas: 53 novos bombeiros se formam em Caxias do Sul

Do total de soldados, 36 devem atuar na região da Serra a partir de julho

Unidos para salvar vidas: 53 novos bombeiros se formam em Caxias do Sul Marcelo Casagrande/Agencia RBS
 Solenidade de formatura ocorreu nos Pavilhões da Festa da Uva e encerrou um ciclo de sete meses de treinamento. Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Movidos pela vontade de ajudar as pessoas e, principalmente, pela oportunidade de salvar vidas, 53 novos bombeiros aprovados em concurso público comemoraram nesta sexta-feira, em Caxias do Sul, a realização de um sonho: a partir de agora, eles são soldados do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul. A solenidade de formatura ocorreu nos Pavilhões da Festa da Uva e encerrou um ciclo de sete meses de treinamento, divididos entre Caxias e Bento Gonçalves. Ao todo, 14 quartéis do 5º Comando Regional de Bombeiros (CRB) receberão reforço.

Leia mais:
Centro de Atenção ao Turista de Vila Cristina, em Caxias, será fechado
Hospital Pompéia se reúne com prefeitura de Caxias a partir da semana que vem sobre verbas
Vacaria arrecadou mais de R$ 1,2 milhão para reconstruir asilo que pegou fogoNovos médicos chamados em concurso têm um mês para assumirem cargos em Caxias 

Do total de formandos, num primeiro momento, 36 devem permanecer na região atendida pelo 5º CRB. A chegada dos novos profissionais deve cobrir parte do déficit da região, já que hoje o 5º CRB conta com 198 bombeiros, sendo que deveria ter 40% a mais (cerca de 80 bombeiros).

 Para Caxias, serão designados 10 novos profissionais, o que, segundo o comandante do 5º CRB, tenente-coronel Cleber Valinodo Pereira, deve amenizar a situação e possibilitar a reabertura e o funcionamento até mesmo do quartel da Zona Norte, fechado desde 2016. As unidades dos bairros Cruzeiro e Desvio Rizzo já reabriram as portas.

Entre os novos soldados está Patrícia Bresolin de Souza, 25 anos. A jovem, que é natural de Caxias do Sul e deve atuar no município, conta estar orgulhosa por ter conseguido continuar uma tradição familiar:

— Sempre ouvi do meu pai e do meu tio, que são bombeiros, que essa é uma profissão gratificante. Tem obstáculos, como todas as outras, mas o que se recebe em troca é algo imensurável. Sei da responsabilidade do caminho que escolhi e farei sempre com todo o meu coração. É a realização de um sonho.

Na foto, os soldados Matheus Triches (D), Patrícia Bresolin de Souza e Ezequiel de Ávila. Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Nem mesmo a crise financeira que o país enfrenta diminui o brilho nos olhos do soldado Ezequiel de Ávila, 26, que será designado para atuar em Santa Maria, sua cidade natal. Emocionado, o novo bombeiro diz que o mais importante é ter, agora, a oportunidade de ajudar.

— Terei sempre em minha mente o juramento que fizemos hoje (sexta-feira): fazer todo o esforço possível para salvar vidas. Acredito que todos que escolhem uma profissão como esta, o fazem com o coração e, por isso, não desistirão por questões salariais — explica.

Para o soldado Matheus Triches, 25, a formatura marca o começo de uma nova jornada.

— Depois de tudo que eu e os colegas passamos, chegar neste momento é motivo de orgulho. Saber que agora vamos atuar lado a lado com a comunidade nos faz realizados — resume Triches, que trabalhará em Caxias.

Na próxima semana, chegam mais 30 alunos, que passarão por aulas teóricas e práticas no Centro de Treinamento da Serra Gaúcha, em Bento Gonçalves, por cerca de 9 meses. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros