Três meses após tornado, São Francisco de Paula ainda precisa reconstruir casas e prédios públicos - Geral - Pioneiro

Clima12/06/2017 | 15h14Atualizada em 12/06/2017 | 15h14

Três meses após tornado, São Francisco de Paula ainda precisa reconstruir casas e prédios públicos

A iluminação pública também segue prejudicada em um dos bairros mais atingidos da cidade 

Três meses após tornado, São Francisco de Paula ainda precisa reconstruir casas e prédios públicos Bruno Alencastro/Agencia RBS
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Três meses após o vendaval que atingiu São Francisco de Paula, na Serra, o município ainda precisa reconstruir 42 casas e a maior parte da infraestrutura pública atingida pelo fenômeno. Entre os prédios públicos estão um ginásio e a escola Presidente Castelo Branco, a maior do município, com cerca de 500 alunos. A iluminação pública também segue prejudicada no bairro Santa Isabel, o mais atingido. Segundo o prefeito Marcos Aguzzoli, ainda faltam ser instalados de 60 a 70 postes. As informações são da Gaúcha Serra.

Leia mais
Prefeitura de Caxias envia caminhões com doações para São Francisco de Paula
Enquanto os recursos federais não chegam, voluntários ajudam a reerguer São Francisco de Paula
Moradores de São Francisco de Paula guardam lembranças do dia do temporal
Comitiva de São Francisco de Paula vai a Brasília cobrar recursos para reconstrução
Moradores que tiveram casa destruídas em São Francisco de Paula vão poder sacar o FGTS

Para se recuperar completamente, porém, ainda faltam os recursos federais prometidos pelo decreto de emergência homologado quatro dias depois do fenômeno. Somente para a reconstrução das 42 casas pendentes, o custo estimado é de R$ 6 milhões, de acordo com Aguzzoli.

Até agora, porém, nem um centavo foi liberado pelo governo federal. Para tentar agilizar o repasse de recursos, o prefeito vai se reunir na tarde desta segunda-feira com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. O encontro será na sede da Famurs, em Porto Alegre. Cerca de 1,6 mil pessoas foram atingidas pelo fenômeno de 12 de março. Ao todo, 500 casas ficaram danificadas.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros