Municípios pretendem gastar R$ 6 milhões para ter referência em cirurgias em Bento Gonçalves  - Geral - Pioneiro

Saúde29/06/2017 | 13h11Atualizada em 29/06/2017 | 13h11

Municípios pretendem gastar R$ 6 milhões para ter referência em cirurgias em Bento Gonçalves 

São 23 cidades das regiões Vinhedos e Basalto que reivindicam os atendimentos de alta complexidade em traumatologia 

Municípios pretendem gastar R$ 6 milhões para ter referência em cirurgias em Bento Gonçalves  Roni Rigon/Agencia RBS
Municípios estão dispostos a complementar os valores que vem do Estado para que as cirurgias sejam feitas no Hospital Tacchini  Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O primeiro passo para Bento Gonçalves se tornar referência nas cirurgias de alta complexidade em traumatologia foi dado com a aprovação dos prefeitos de 23 municípios das regiões Vinhedos e Basalto durante reunião da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), ocorrida nesta semana. As informações são da Gaúcha Serra.

Leia mais
Após perder tudo em incêndio em Bento Gonçalves, casal de idosos precisa de ajuda
Consultório de oftalmologia em Bento Gonçalves deve zerar fila de espera
Pacientes aguardam mais de um ano para obter consultas ou cirurgias em Bento Gonçalves

A próxima etapa é marcar uma reunião com os secretários da saúde dos municípios para elaborar o projeto e depois encaminhar ao governo do Estado. De acordo com Solange Sonda, titular da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, quem credencia qualquer serviço é o Ministério da Saúde, mas ela acredita que é viável porque hoje os recursos são destinados a Caxias do Sul para atender os municípios e se trataria apenas de remanejar a verba para Bento.

O secretário de Saúde de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira, diz que os municípios estão dispostos a complementar os valores que vêm do Estado para que as cirurgias sejam feitas no Hospital Tacchini, porque os pacientes não estão conseguindo vagas para operar em Caxias.

— A referência seria Caxias, mas eles negam, dizem que não têm vaga. Ninguém está fazendo se não for por via judicial — afirma Siqueira.

A projeção é de que os 23 municípios que defendem Bento Gonçalves como referência vão gastar por mês cerca de 500 mil para complementar o valor dos procedimentos, o que chegaria a R$ 6 milhões por ano.

— A intenção é dividir o custeio por cotas, pelo número de moradores de cada município — sugere o secretário de Bento Gonçalves. 

Entre as cidades que passariam a ter mais próximas estas cirurgias, muitas envolvendo colocação de próteses, estariam Garibaldi, Carlos Barbosa, Veranópolis, Nova Prata, entre outros municípios desta região.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comSindicatos de Caxias do Sul reagem à retirada do imposto sindical obrigatório https://t.co/mZoyHzbywl #pioneirohá 6 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPrefeitura contrata mais três médicos para o Postão 24h, em Caxias https://t.co/SM8d2sIXZh #pioneirohá 8 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros