Memória: UCS nos tempos de Abrelino Vasata  - Geral - Pioneiro

Educação30/06/2017 | 10h00Atualizada em 30/06/2017 | 10h00

Memória: UCS nos tempos de Abrelino Vasata 

O professor Abrelino Vicente Vasata evidencia-se na história da UCS pelo seu comprometimento com os destinos de uma educação superior de qualidade.

Memória: UCS nos tempos de Abrelino Vasata  Basilio Scalco/Agencia RBS
Foto: Basilio Scalco / Agencia RBS

A Universidade de Caxias do Sul, neste momento que celebra 50 anos de sua constituição, inspira a revisar distintos protagonistas de sua evolução. Fundada em 10 de fevereiro de 1967, a UCS, além de oportunizar um ambiente de ensino conceitual para os estudantes caxienses e da região, também apresentou desafios aos seus reitores. A responsabilidade de inovar e evoluir no tempo caracteriza a missão dos dirigentes da instituição.

O professor Abrelino Vicente Vasata evidencia-se na história da UCS pelo seu intenso comprometimento com os destinos de uma educação superior de qualidade. Vasata assumiu a reitoria em maio de 1974. Naquela ocasião, o complexo estudantil era formado apenas pelos Blocos A e B. Em 1981, com apenas sete de trabalho, sua gestão contabilizava  a edificação dos prédios C, D, E, F e G. Por esta dedicação séria e responsável com seus 11 mil alunos, Vasata foi reconhecido pela imprensa caxiense com o Troféu Caxias 105, cuja distinção o colocou no patamar das expressivas personalidades que constroem uma cidade melhor.

O jornalista José Ferreira Machado recorda que, em junho de 1982, durante a inauguração do Bloco H, que acolheria o Centro de Ciências Humanas e Artes, comentou com Vasata da possibilidade de criar um curso de Jornalismo. Machado enalteceu que Caxias do Sul possuía três jornais, quatro rádios e um canal de televisão e poderia avançar neste segmento de ensino. Vasata ouviu a sugestão e não desconsiderou. Machado testemunhou e colaborou na criação do curso de Jornalismo em 1992, concretizando este idealismo.

Na imagem percebe-se Abrelino Vasata durante a inauguração do processamento de dados da UCS, instalado em maio de 1977. O investimentos na informática visou modernizar a administração e agilizar as demandas dos registros acadêmicos. 

Educador Inovador

Foto: Geremia / Agencia RBS

Nascido em Flores da Cunha, Abrelino Vasata, hoje com 87 anos,  possui uma relação profissional identificada com a educação. Na infância, estudou no seminário Nossa Senhora Aparecida de Caxias do Sul e Cristovão de Mendoza. Foi aluno da UCS em Letras, Ciências e Filosofia. Na função de professor, destacou-se como educador nos colégios São Carlos e Cristovão de Mendoza.

A experiência na gestão veio na função de supervisor regional de ensino primário, na 4ª DE, delegado de Ensino e coordenador Regional de Educação e cultura. Foi presidente do Mobral (1972/1975) e presidente da comissão de planejamento do Projeto Rondon (1980), no Rio Grande do Sul.

Com esta cumplicidade natural, Vasata realizou um trabalho consistente na UCS. Entre suas inovações, destaca-se a criação do curso Tecnólogo em Hotelaria,  em 1978, cuja estrutura de salas de aulas, oficinas e aposentos de alunos estava instalado na praia de Atlântida.

Ciclo Vasata na UCS

Foto: Gilmar Gomes / Agencia RBS

A administração do reitor Abrelino Vasata marcou a história da UCS. O tempo certifica que as suas decisões estavam harmonizadas com as ansiedade de uma comunidade estudantil. Hoje, os cursos de Hotelaria e Ciências da Computação, são alguns exemplos de que  Vasata estava sintonizado com a realidade e espírito de vanguarda no ensino superior. Na imagem, registrada há 30 anos, Vasata admira o ato da assinatura de João Luís de Morais, lhe sucedeu na reitoria da UCS.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros