Memória: Museu e Arquivo Pedro Rossi - Geral - Pioneiro

Histórico09/06/2017 | 09h52Atualizada em 09/06/2017 | 09h52

Memória: Museu e Arquivo Pedro Rossi

O museu foi criado em 31 de dezembro de 1976

Memória: Museu e Arquivo Pedro Rossi Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O município de Flores da Cunha possui sua riqueza cultural originada na imigração italiana. A cidade é referência nos valores religiosos, vitivinícola, educação, música, trabalho e família. Parte de sua história pode ser apreciada no Museu de Flores. No prédio que acolheu a prefeitura, nos primórdios, pode-se admirar objetos expostos nos três pisos. As várias salas colocam o visitante numa atmosfera do passado. O museu foi criado em 31 de dezembro de 1976, na administração de Raimundo Paviani. 

A comissão organizadora estava integrada pelos seguintes colaboradores: Claudino Muraro, Stela Muraro, Frei Manoel Baldissera, Frei Antoninho Pasqualon, Vitorio Toigo e Carmenzita Araldi.Em 16 de junho de 2003, já ocupando um local próprio, o museu passou a ser denominado Museu e Arquivo Pedro Rossi, em homenagem ao ex-prefeito. Ali estão também preservados documentos e fotografias da administração e do legislativo florense.

Na imagem acima, percebe-se parte do enorme vitraux preservado, localizado na escadaria que dá acesso ao terceiro piso, que identifica a antiga sede da prefeitura de Flores.

O patrono do museu

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Pedro Rossi (24/05/1921-11/05-2002) teve uma atuação marcante na política, ensino, cooperativismo e na ramo da vinicultura. Em Caxias do Sul, foi membro da comissão da Festa da Uva de 1965. Um dos idealizadores da Legião Franciscana de Auxílio aos Necessitados (Lefan), em 1965. É fundador Associação Vêneta do Rio Grande do Sul (Avergs).

Imagens sacras

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A comunidade florense possui raízes na religiosidade. Esta cultura se reflete no trabalho dos freis capuchinhos, da Ordem das Irmãs Clarissas e dos famosos tapetes de Corpus Christi. Na imagem acima, parte do conjunto das imagens sacras.

Bebidas Muraro

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Flores da Cunha possui uma consistente história na produção de bebidas derivadas da uva, além de ostentar a maior produção de vinhos no Brasil, na atualidade. No município, na década de 1930, foram instalados vinhedos modelos da Granja União, sob a orientação do enólogo Celeste Gobbato. Na foto, percebe-se um exemplar no vermute Muraro, em garrafa de 1970, exposta no ambiente da viticultura.

MAIS

Central

O Museu possui uma localização privilegiada próximo à Igreja Matriz e à praça central, na Avenida 25 de julho.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros