Memória: Evolução turística em Torres  - Geral - Pioneiro

Turismo06/06/2017 | 10h00Atualizada em 06/06/2017 | 10h00

Memória: Evolução turística em Torres 

A história hoteleira de Torres é repleta de curiosidades

Memória: Evolução turística em Torres  Ídio Feltes/Divulgação
A rua José A. Picoral é referência histórica no desenvolvimento turístico da cidade de Torres e local obrigatório de parada dos turistas Foto: Ídio Feltes / Divulgação

A cidade de Torres evidencia-se pela riqueza turística. Das belezas naturais, destacam-se as formações rochosas localizadas nos morros do Farol, Furnas e Guarita. A generosidade da natureza também está presente na espaçosa orla marítima, que compreende os trechos da Praia Grande, Prainha, Praia da Cal, Guarita e Itapeva. A Lagoa do Violão, que oferece passeio de pedalinho e o Rio Mampituba, na divisa com Santa Catarina, posicionam Torres com uma diversidade de opções recreativas.

Dentro deste contexto, a cidade desenvolveu-se e aprimorou sua estrutura hoteleira, restaurantes, clubes, casas de diversões e atividades comerciais para atender os visitantes.

Na histórica rua José Antonio Picoral, ponto elevado da topografia torrense, reside os fundamentos da religiosidade, hotelaria e convergência de turistas, tropeiros e caixeiros-viajantes no passado.

Na imagem aérea, na década de 1950, percebe-se os majestosos prédios da Sociedade Amigos de Torres, o anexo do Farol Hotel, e, ao fundo, a torre da Igreja São Domingos. À direita, a Lagoa do Violão emoldurada por uma mata, sem as atuais calçadas e a ponte que propicia boas caminhadas.

Hoje, nesta rua, há muitos imóveis de veranistas caxienses. A Croasonho, com sede corporativa em Caxias do Sul, possui uma franquia administrada pelo caxiense Elton Pedron. Localizada na esquina com Joaquim Porto, o ambiente externo é valorizado pela presença de uma frondosa figueira.

Anexo do Farol Hotel

O hotel Farol é uma referência turística de Torres Foto: Ídio Feltes / Divulgação

A história hoteleira de Torres é repleta de curiosidades. José Antonio Picoral, que denomina a rua, foi um desbravador do ramo, ao instalar o Balneário Picoral, por volta de 1915. O estabelecimento oferecia charmosos chalés para dormitórios.

Posteriormente, o hoteleiro Alfiero Zanardi marcou época ao consolidar o Farol Hotel, a partir de 1939, como um local aconchegante para bem atender seus hospedes. Na imagem, percebe-se o Anexo do Farol Hotel, na década de 1950, localizado na esquina da Joaquim Porto.

O imponente prédio da SAPT

Integrantes da SAPT promoveram ações culturais durante anos na cidade de Torres Foto: Ídio Feltes / Divulgação

Conforme o historiador Alexandre Cardoso Rodrigues, do Museu de Torres, a Sociedade Amigos da Praia de Torres foi constituída em 1936. No espírito coletivo deste grupo de veranistas, houve a preocupação em desenvolver e aproveitar os potenciais no litoral gaúcho. Na imagem, visualiza-se o grandioso edifício, local que já acolheu diversas gerações de famílias que desfrutavam os encantos do mar.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros