Memória: 50 anos de combate a incêndios - Geral - Pioneiro

Cinquentenário29/06/2017 | 10h05Atualizada em 29/06/2017 | 10h05

Memória: 50 anos de combate a incêndios

Em 1967, a caxiense Marcopolo deu início às atividades da Equipe Interna de Combate a Incêndios

Memória: 50 anos de combate a incêndios Acervo EICI/Divulgação
Foto: Acervo EICI / Divulgação

A empresa cujo nome homenageia o navegador italiano Marco Polo, que passou 24 anos integrando culturas e explorando novos caminhos, celebra os 50 anos de sua Equipe Interna de Combate a Incêndios, o EICI. Em 1967, a caxiense Marcopolo deu início às atividades da equipe, que contava então com 13 integrantes, conquista importante tanto para a empresa quanto para a cidade, já que a equipe, uma das primeiras treinadas, aparelhadas e organizadas para combater incêndios no Estado do Rio Grande do Sul, passou a colaborar, na década de 1970, com a comunidade da região, por demanda do Corpo de Bombeiros.

Além disso, o EICI serviu de modelo para outras companhias, que passaram a investir na criação de equipes de combate a incêndio como forma de prevenção e proteção de seus colaboradores e também de seu patrimônio.

Foto: Acervo EICI / Divulgação

Atualmente, a companhia conta com 490 brigadistas, que são responsáveis pelo atendimento das unidades dos bairros Ana Rech e Planalto, em Caxias. A Equipe Interna de Combate a Incêndios da Marcopolo conta com dois caminhões e EPIS especiais, tendo um dos veículos cabine dupla com capacidade de transporte de cinco brigadistas, tanque de 8.000 litros de água e 500 litros de LGE, líquido gerador de espuma, bomba e canhão monitor eletrônico, torre de iluminação e escada. A equipe conta ainda com equipamentos específicos para os brigadistas, como cilindros de ar respirável e vestimentas específicas para combate a incêndio.

A cada ano, os integrantes da equipe passam por seis treinamentos teóricos e práticos focados em Primeiros Socorros, Uso de Extintores e Uso de Mangueiras, além de simulados de emergências. Em 2016, esses treinamentos totalizaram 5.280 horas de capacitação.

Espaço para recordar

Foto: Acervo EICI / Divulgação

O Espaço Memória Marcopolo – Valter Gomes Pinto preserva a história da empresa e enaltece a importância dela para o desenvolvimento da cidade e do transporte de passageiros. Mais de 120 mil itens entre fotografias, revistas, jornais, gravações de áudio e vídeo, certificados, relatórios, informativos, troféus e outros objetos, o que compõem o patrimônio documental da Marcopolo. 

Além do resgate e preservação do patrimônio documental e informativo da companhia, o espaço conta com um banco de dados e tem o objetivo de disponibilizar informações relacionadas à empresa, estreitando os laços entre a Marcopolo e seu público. O memorial se encontra na sede de Ana Rech e pode ser conferido mediante agendamento, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

Fonte

As informações desta coluna foram uma contribuição de José Carlos Secco.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória



 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comApahand/UCS/Farroupilha estreia na elite do handebol feminino após temporada fora https://t.co/YBFV1xUTGS #pioneirohá 31 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPrefeitura de Caxias aperta o cerco à venda de produtos colonias sem registro https://t.co/UycVpQ8eNp #pioneirohá 58 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros