Funcionários vão cuidar para que animais do Canil Municipal de Caxias não fiquem com as roupas molhadas - Geral - Pioneiro

Polêmica08/06/2017 | 07h00Atualizada em 08/06/2017 | 07h00

Funcionários vão cuidar para que animais do Canil Municipal de Caxias não fiquem com as roupas molhadas

Nas redes sociais, muitos questionaram a ação da prefeitura afirmando que as peças, na chuva, ficarão molhadas, o que pode agravar o estado de saúde dos peludos

Funcionários vão cuidar para que animais do Canil Municipal de Caxias não fiquem com as roupas molhadas Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Nesta primeira etapa, 32 cachorros receberam roupas Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Uma iniciativa que agradou a quem ama os animais e evidenciou a preocupação da prefeitura com os bichos que estão no Canil Municipal foi alvo de polêmica nesta semana. Para se protegerem do frio, 32 cães ganharam roupinhas, feitas de forma voluntária com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Banco do Vestuário. Nas redes sociais, muitos questionaram a ação, afirmando que as peças, na chuva, ficarão molhadas, o que pode agravar o estado de saúde dos peludos.

Leia mais
Vacinas contra a gripe podem ser liberadas a toda população na próxima semana em Caxias
Clínicas particulares devem oferecer vacinas contra a gripe na próxima semana em Caxias

Como o canil hoje abriga cerca de 1,1 mil animais, não haveria funcionários suficientes para controlar o cuidado com os bichos.

A diretora do Departamento de Bem-estar e Proteção Animal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma), Marcelly Paes Felippi, garante que essa questão foi pensada pelo poder público e que há, sim, uma forma de fiscalizar quando as peças precisam ser trocadas. Segundo ela, dois funcionários são responsáveis pelo controle dos peludos:

— Os primeiros que foram vestidos são os que estão doentes e precisam de cuidados. As roupas são justamente para ajudar a mantê-los quentinhos. Então, é claro que vamos cuidar. Essa ação foi pensada e supervisionada por médicas veterinárias que sabem o que estão fazendo.

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A veterinária Giovana Dall'Agnol acredita que a iniciativa da prefeitura é válida, principalmente levando-se em conta o clima de Caxias nos meses de inverno. Ela reitera que é preciso, sim, monitorar o estado das roupinhas, mas afirma que os cuidados com os bichos no canil são os mesmos com os que ficam em casa.

— É importante cuidar porque eles não podem ficar molhados em nenhum período. Isso gera perda de calor e pode deixar o animal exposto a doenças respiratórias — alerta.

Marcelly explica que, nesta primeira etapa, 32 cachorros receberam roupas, mas a ideia é vestir todos que estão abrigados no canil. 

Animais estão sendo castrados 

No final do mês passado, a prefeitura começou a microchipar cães e gatos no loteamento Cidade Industrial. O local foi escolhido porque as famílias visitadas serão transferidas para apartamentos do loteamento Rota Nova. A ação deve contemplar cerca de 500 animais, segundo Marcelly. Depois, será a vez do bairro Santa Fé. Mascotes de famílias de baixa renda também estão sendo castrados:

— Temos parceria com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) que castra, por dia, entre seis e oito bichos. Vamos ampliar esse número com a contratação de uma empresa para realizar o serviço, via licitação, e com o ônibus móvel, que está em fase de vistoria.

No entanto, apesar de afirmar que tudo está sendo encaminhado pelo poder público, Marcelly não fala em datas em que essas ações devem começar.

-->
 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros