Rek Parking devolve R$ 19 mil à prefeitura de Caxias por fraude em parquímetros - Geral - Pioneiro

Dinheiro público18/05/2017 | 16h25Atualizada em 18/05/2017 | 17h49

Rek Parking devolve R$ 19 mil à prefeitura de Caxias por fraude em parquímetros

Quantia, que foi direcionada à Fundação de Assistência Social (FAS), havia sido desviada dos equipamentos por dois funcionários

Rek Parking devolve R$ 19 mil à prefeitura de Caxias por fraude em parquímetros Ministério Público/divulgação
Equipamento falso foi apreendido durante prisão em flagrante no mês de abril Foto: Ministério Público / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Um mês após a descoberta de fraude nos parquímetros, a empresa Rek Parking, administradora da cobrança de estacionamentos rotativos em Caxias do Sul, devolveu R$ 19 mil desviados por dois funcionários. O esquema, que foi desarticulado durante a Operação Parcheggiare, do Ministério Público (MP), em abril deste ano, envolvia a troca de cofres e placas eletrônicas dos equipamentos por outros que não faziam parte do acervo oficial informado pela companhia. O valor foi depositado diretamente na conta da Fundação de Assistência Social (FAS) no dia 10 de maio.

Leia mais:
Justiça bloqueia R$ 69 milhões da prefeitura de Caxias do Sul
Caxias do Sul registra dois casos de gripe A no ano 
Aumento de assaltos faz Banrisul restringir horário de caxias eletrônicos

Os funcionários Andrius Santos do Amaral Guedes e Douglas Anderson Volpato foram denunciados pelo MP. Na denúncia, os promotores Reginaldo Freitas da Silva, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, e Belmiro Pedro Marx Welter, afirmam que a dupla cometeu 192 crimes no período entre 1º de dezembro de 2016 e 19 de abril de 2017, quando foram presos em flagrante. Guedes e Volpato já foram liberados da prisão e devem responder o processo em liberdade.

Os desvios, conforme a denúncia, ocorriam diariamente entre 10 horas e 16h45min, durante a semana, e das 9 às 12 horas aos sábados, principalmente nas ruas Borges de Medeiros, Marquês do Herval e Júlio de Castilhos. A fraude foi identificada pela Secretaria de Trânsito a partir da ligação de um motorista que não conseguia imprimir o ticket de estacionamento após o pagamento. O sistema da secretaria, porém, indicava que o parquímetro operava normalmente. 

De acordo com a investigação os dois denunciados desviaram três placas eletrônicas e cofres dos parquímetros, sem o conhecimento da Rek Parking. Ao inserirem as placas e os cofres, a arrecadação não era registrada na placa eletrônica. Os promotores isentaram a Rek Parking de qualquer responsabilidade.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAlimentos vivos, os probióticos, são capazes de auxiliar os microrganismos a manter a saúde do corpo https://t.co/Ls9sujzJnY #pioneirohá 43 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comA liberdade de ler e contar https://t.co/i3Q2k2N9Ax #pioneirohá 1 horaRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros