Presidiários são apontados como líderes de quadrilhas de assalto a banco no Rio Grande do Sul - Geral - Pioneiro

Operação Tríade17/05/2017 | 07h22Atualizada em 17/05/2017 | 10h46

Presidiários são apontados como líderes de quadrilhas de assalto a banco no Rio Grande do Sul

Investigação indica que três grupos responsáveis por ataques no interior do Estado seriam comandados por homens que já cumprem pena 

Presidiários são apontados como líderes de quadrilhas de assalto a banco no Rio Grande do Sul Leonardo Lopes / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS / Agência RBS

Duas quadrilhas alvo da operação Tríade, deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (17) são de Caxias do Sul. O suposto líder de uma delas é Alexandre Longui da Rosa, que se encontra preso na cidade de Rio Grande

Relacionados a esses grupo, estão sendo cumpridos 28 mandados de busca e 18 de prisão – dois dos investigados já presos por outros crimes. O grupo é suspeito de assaltar bancos com reféns em Maximiliano de Almeida, Tupanci do Sul, Monte Belo do Sul, Putinga e Fontoura Xavier.

Leia mais sobre casos que envolvem a quadrilha
Criminosos atacam agências bancárias e fazem reféns em Fontoura Xavier
Criminosos fazem reféns e assaltam três bancos em Maximiliano de Almeida
Criminosos atacam dois bancos e levam gerente como refém no Vale do Taquari

O suspeito de liderar outra quadrilha também se encontra preso. Adair da Silva Chaves está na Penitenciária de Caxias do Sul. Referente a esse grupo, os agentes estão cumprindo seis mandados de busca e oito de prisão – quatro desses investigados estão em casas prisionais devido a outros crimes. A organização criminosa teria atacado bancos em Planalto e em Muitos Capões.

A último bando investigado tem base em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. O suposto líder da quadrilha também está no sistema prisional. Luiz Carlos de Oliveira está preso em Uruguaiana. Sobre esse grupo, há 20 mandados de busca e 11 de prisão a serem cumpridos nesta quarta-feira. Quatro dos investigados já estão presos. A quadrilha é apontada como responsável por ataques a bancos em Redentora e Rodeio Bonito, além de uma ervateira em Seberi. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comCapoani está fora da briga pelo título nos carros e Caselani segue líder nas motos https://t.co/qeQJztVork #pioneirohá 5 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comBento Vôlei anuncia desistência da Superliga Masculina 2017/2018 https://t.co/2MMqvTIsvY #pioneirohá 5 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros