Polícia Civil divulga quem são os 10 procurados por roubos a banco - Geral - Pioneiro

Operação Tríade18/05/2017 | 19h00Atualizada em 19/05/2017 | 13h57

Polícia Civil divulga quem são os 10 procurados por roubos a banco

Ação com 355 policiais desarticulou três quadrilhas na quarta-feira

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) divulgou os 10 investigados que seguem procurados na Operação Tríade, que foi deflagrada na quarta-feira e desarticulou três quadrilhas de roubos a bancos no estado. Na ocasião, 12 pessoas foram presas em Caxias do Sul e São Marcos. A investigação é referente aos assaltos na modalidade Novo Cangaço — que ataca agências de cidades pequenas, à luz do dia e utiliza vítimas como escudo humano — ocorridos desde abril de 2016 e não tem relação com os ataques à agência com explosivos ou a carro-forte.

Operação Tríade cumpriu mandados em 14 cidades gaúchas na quarta-feira Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Leia mais
Polícia desarticula quadrilhas que assaltam bancos com reféns no RS
Presidiários são apontados como líderes de quadrilhas de assalto a banco no Rio Grande do Sul
Quadrilhas de roubos a bancos com reféns contavam com 20 mulheres para organizar ataques

Confira quem são os 10 procurados por roubos a banco

A operação, que contou com apoio de 355 policiais e 104 viaturas, é a apontada como a resposta definitiva aos ataques ocorridos desde abril de 2016. Embora admitam que nenhuma investigação será suficiente para que os crimes cessem de forma definitiva, os delegados esperam uma redução considerável nos casos.

— Acredito que quase a totalidade dos casos ocorridos na Serra e no norte do estado foram praticados por estas organizações indiciadas na Operação Tríade e aquelas que foram desarticuladas nas Operações Belo e Fora da Lei (deflagradas em dezembro do ano passado com 10 presos na Serra) — comenta o delegado João Paulo de Abreu, responsável pela investigação junto ao delegado Joel Henrique Wagner.

Duas das organizações criminosas identificadas eram de Caxias do Sul e tinham por líderes Alexandre Longhi da Rosa, 34 anos, o Fazenda e Adair da Silva Chaves, 48, o Daio. Eles estão recolhidos nos presídios de Rio Grande e Uruguaiana, respectivamente. Em investigações de anos anteriores, os dois faziam parte da mesma organização criminosa.

Os presos na quarta-feira na Serra:
Bando do Alexandre Longhi da Rosa, o Fazenda:
:: Giovane Gatelli Lourenço
:: Márcia Gatelli Lourenço
:: Fabiano da Silva Borges*
:: Rafael Tiago de Jesus da Silveira
:: Jandira Ivonir Ribeiro da Silva, o Janda

Bando do Adair da Silva Chaves, o Daio:
:: Márcia dos Santos Cordova
:: Priscila Cordova da Rosa
:: Angélica Caetano Cardoso

Prisões em flagrante durante a operação:
:: Osmar Rosa Silveira por porte de arma no bairro São Luiz.
:: Marisbela Longhi da Rosa Bianchi e Odirlei Bianchi por posse ilegal de arma de fogo em São Marcos.
:: Fabiano da Silva Borges* e o irmão Fábio da Silva Borges por tráfico de drogas e associação para o tráfico no Parque Oásis.

Já estavam presos:
:: Alexandre Longhi da Rosa, o Fazenda
:: William Pereira dos Passos, o Chinês
:: Ederson Douglas Vieira

:: Adair da Silva Chaves, o Daio
:: Márcio Campanholo
:: Patrick Cordova da Rosa
:: Fernando da Silva Chaves

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comConfira horário de missas durante a romaria de Caravaggio, em Farroupilha https://t.co/dQS0EQokWz #pioneirohá 7 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPioneiro Esportes https://t.co/R1X1PhSyld #pioneirohá 11 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros