Memória: a trajetória da Família Richetti - Geral - Pioneiro

Encontro21/04/2017 | 10h00Atualizada em 21/04/2017 | 10h00

Memória: a trajetória da Família Richetti

Os descendentes da família Richetti no Brasil se reúnem a cada dois anos

Memória: a trajetória da Família Richetti Acervo família Richetti/Arquivo pessoal
Genoefa e seu marido Frederico Richetti foram os primeiros da família a chegar em Caxias do Sul Foto: Acervo família Richetti / Arquivo pessoal

O primeiro imigrante da família a chegar a Caxias do Sul foi Pasquale Richetti, juntamente com a esposa Maria Margherita Corona, em janeiro de 1877. O casal vindo de Cesiomaggiore, na província de Belluno, Itália, estabeleceu-se nas imediações da 9ª Légua de Caxias, localizada no 1º Travessão. Hoje, o local é um conhecido bairro caxiense, Nossa Senhora da Saúde.

Em Caxias, o casal teve oito filhos: Benjamino, Felipe, Egídio, Júlia, Frederico, Maria, Albertina e Guerino. Todos fixaram residência em cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Um deles, Frederico, precursor da família Richetti na região de Capinzal, Santa Catarina, nasceu em Monte Bérico, Caxias do Sul, no ano de 1884.

Frederico casou-se com Genoefa Piccoli e entre os anos de 1923 e 1925 mudou-se para Santa Catarina, passando a residir na comunidade de Linha Bonita (Ouro). Lá, viveu até seus 79 anos. Frederico e Genoefa tiveram sete filhos: Marcelino, Marietina, Vitale, Margarida, Guerino, Cesar e Vitório. 

Na foto, Felipe Richetti e Bortola Susin posam em momento familiar juntamente com seus 10 filhos Foto: Acerto da família Richetti / Arquivo pessoal

Em Caxias do Sul, a filha de Pasquale e Maria, Júlia Richetti, uniu-se a Francisco Andreazza. Da união nasceram 11 filhos, e a família passou a residir em Santa Lúcia do Piaí.

Os irmãos de Júlia — Benjamino, Felipe e Egídio — casaram em Caxias do Sul e anos mais tarde se estabeleceram em Paraí. Egídio casou com Sabina Venturini, e o casal teve 11 filhos. Felipe casou com Bortola Susin, tendo 10 filhos. Já Benjamino uniu-se a Isabel de Lucchi. Da união, nasceram 10 filhos.

Leia também
Encontro da família Braz em Cambará do Sul
Encontro da família Barcarollo em Galópolis

4º Encontro da Família Richetti

Terceiro encontro da família Richetti em Paraó, em 2 de maio de 2015 Foto: Battistel / Divulgação

Os descendentes da família Richetti no Brasil se reúnem a cada dois anos para unir e reencontrar familiares de todas as partes do país. Em 2015, o encontro foi realizado em Paraí e reuniu aproximadamente 600 pessoas. Em 2017, é comemorado o aniversário de 140 anos da Família Richetti no Brasil. O evento começa hoje, às 19h, com recepção aos familiares e jantar no Centro Educacional Prefeito Celso Farina.

Amanhã, também no Centro Educacional Prefeito Celso Farina, as atividades se iniciam às 8h, com recepção aos participantes. Em seguida haverá cerimônia de abertura. Às 10h30min será realizada uma celebração religiosa na igreja Matriz da cidade. Após, os descendentes se reúnem para confraternizar em um almoço e em momento cultural. Da região da Serra Gaúcha, cerca de 100 descendentes da família Richetti participarão do encontro, que vai reunir familiares de outros Estados. Além do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo estarão representados. Interessados em participar podem entrar em contato pelos telefones (49) 99915.3444, com Maycon ou (49) 99932.0111, com Tânia. 

MAIS

As informações desta coluna foram uma colaboração de Rosa Ana Bisinella.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com"Estratégia jurídica" é argumento usado para justificar sigilo sobre viagem do prefeito Guerra https://t.co/z3PU2OAebn #pioneirohá 6 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comFrei Jaime: a solidariedade é uma verdadeira preciosidade https://t.co/RSo4XX1wFA #pioneirohá 26 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros