Libertar-se é permitir leveza à vida, liberdade à alma, esperança ao amanhã - Geral - Pioneiro

Frei Jaime Bettega04/04/2017 | 08h35Atualizada em 04/04/2017 | 08h35

Libertar-se é permitir leveza à vida, liberdade à alma, esperança ao amanhã

Todas as tratativas são importantes. Mas nada se iguala à intuição que evidencia o tempo propício para algumas decisões

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

O amanhecer é feito de convocação: chamados ao recomeço, colocamos-nos a caminho. Viver é estar sempre inventando e reinventado formas, para dar conta do que se apresenta em cada situação. Vamos lá!

"Um dos momentos mais felizes da vida é quando você encontra a coragem para abandonar aquilo que não pode mudar."

Leia mais
Marcos Kirst: o Pretinho da Viajantes
Nivaldo Pereira: um mundo doente
Pedro Guerra: já tentei de tudo
Frei Jaime: é importante, todos os dias, desprender-se dos excessos

Além de fazer do cotidiano um espaço de aprendizado, a vida aguarda por decisões. Viver é decidir. A cada instante, decisões são ou deveriam ser tomadas. É o lado dinâmico da vida, que não aceita desculpas e nem excessivas explicações. Os momentos felizes são muitos, se a contabilidade dos dias não for infestada de pessimismo. O encontro com a coragem, porém, é algo que enche de alegria, faz o coração transbordar, o olhar se volta ao infinito e nada mais impedirá que os passos sigam outro rumo.

Abandonar o que não pode ser mudado supõe desapego, serenidade, habilidade em lidar com uma momentânea espécie de derrota. Mudança reúne o doce e o amargo, ao mesmo tempo. Num determinado momento, quando as tentativas forem esgotadas, chega a hora do abandono: deixar para trás o que não se encaixa mais nos moldes dos dias. Libertar-se é permitir leveza à vida, liberdade à alma, esperança ao amanhã. Todas as tratativas são importantes. Mas nada se iguala à intuição que evidencia o tempo propício para algumas decisões.

Tentativas devem ser incontáveis, sim, mas as  mudanças, por sua vez, não devem ser ignoradas. Há muito discurso sobre mudança e que não leva a lugar nenhum. Há mudanças não pensadas, também. O ponto de equilíbrio sempre dará uma pequena amostra do grau de maturidade, que advém do exercício diário de aproximar o ideal da realidade, o sonho da realização. Que seja doce a alegria advinda da coragem de abandonar o que não pode ser mudado.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros