Mais de 3 mil mulheres têm medidas protetivas por violência doméstica em Caxias - Geral - Pioneiro

Dia da Mulher08/03/2017 | 13h04Atualizada em 08/03/2017 | 13h04

Mais de 3 mil mulheres têm medidas protetivas por violência doméstica em Caxias

Só neste ano, 362 mulheres pediram medidas protetivas à Justiça, mas nem todas foram concedidas concedidas 

Mais de 3 mil mulheres têm medidas protetivas por violência doméstica em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
A medida protetiva é concedida por seis meses, mas pode ser prorrogada Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Conforme o Juizado da Violência Doméstica, em Caxias do Sul atualmente 3.549 mulheres têm medida protetiva. Isso significa que o Judiciário entendeu que elas correm risco de vida ou não tem a integridade física e psicológica garantida. Só neste ano, 362 mulheres pediram medidas protetivas à Justiça, mas nem todas foram concedidas. O arquivamento inclui diversos motivos, como, por exemplo, a retirada da queixa por parte da mulher ou entendimento da Justiça de que ela é desnecessária. As informações são da Gaúcha Serra.

A medida protetiva é concedida por seis meses. Se houver a necessidade, pode ser prorrogada. Nesses casos, o agressor fica proibido de se aproximar da vítima, entrar em contato e, se eles morarem juntos, pode ter de sair de casa. 

Leia mais
Mulheres impulsionam um novo feminismo para exigir respeito e igualdade
Mais de 500 mulheres são agredidas a cada hora no Brasil, aponta o Datafolha
20 músicas empoderadas para ouvir no Dia Internacional da Mulher

Vítimas violência doméstica podem registrar boletim de ocorrência junto à Delegacia de Polícia Especializada à Mulher, que fica na Rua Doutor Montaury. Depois, elas são encaminhadas para a Coordenadoria da Mulher, onde recebem acompanhamento assistencial, psicológico e jurídico. Mulheres que têm dúvidas sobre como proceder também podem procurar a coordenadoria. A média de atendimentos é de 50 vítimas por mês.

Em casos de mulheres que têm de se afastar dos agressores, é possível, inclusive, obter o encaminhamento para a Casa Viva Rachel, onde elas ficam isoladas e podem levar filhos de até 17 anos. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comCom a classificação do Novo Hamburgo à final, Caxias é o campeão do Interior https://t.co/KNaZjyVIkr #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comCaxias do Sul gera 149 vagas de trabalho em março https://t.co/75miEkWFRi #pioneirohá 9 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros