Jovem morto em temporal iria comemorar aniversário neste domingo e se casaria em abril - Geral - Pioneiro

São Francisco de Paula12/03/2017 | 20h17Atualizada em 12/03/2017 | 20h50

Jovem morto em temporal iria comemorar aniversário neste domingo e se casaria em abril

Claudemir Gomes Freitas, 24 anos, foi atingido na cabeça por uma barra de ferro quando se deslocava para um culto evangélico

Jovem morto em temporal iria comemorar aniversário neste domingo e se casaria em abril Reprodução/Arquivo Pessoal
Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

A caminho de um culto evangélico na manhã deste domingo em São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, Claudemir Gomes Freitas, 24 anos, morreu enquanto andava às margens da ERS-020 em direção à igreja. Em meio à tempestade violenta que castigou a cidade da Serra e deixou centenas de desabrigados e dezenas de feridos, o jovem foi atingido na cabeça por uma barra de ferro lançada contra ele pela força do vento e não resistiu aos ferimentos.

Claudemir havia completado 24 anos na última segunda-feira, dia 6 de março. Depois do culto deste domingo, iria comemorar o aniversário com amigos da Assembleia de Deus e familiares, com quem morava no bairro Vila Gaúcha, um dos mais castigados pela tempestade. 

Leia mais:
Bombeiros de São Francisco de Paula garantem que não há desaparecidos
Com 500 desabrigados, São Francisco de Paula se mobiliza para reconstrução
"Estamos ainda meio tontos", diz presidente do hospital da cidade

Em abril, o jovem se casaria com a namorada, Camila Natália Amaral Biazus. Estudante do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) do colégio José de Alencar, em São Francisco de Paula, Claudemir trabalhava em uma serraria e tinha planos de constituir sua família em breve.

No momento do temporal, ele estava na companhia do vizinho Rogério Braga Angra, 49 anos, que também frequentava a igreja e o conhecia desde a infância. Eles costumavam fazer o trajeto juntos.

— Foi aquele sopro. Ele olhou para mim e disse 'o que é isso?' Veio um vento arrancando tudo e eu caí num barranco. Consegui subir para a faixa e ele (Claudemir) passou por mim e caiu. Quando virei ele, estava com a cabeça ferida. Saí correndo para buscar ajuda, mas também tive de ir para o hospital levar pontos. Lá eu vi o corpo dele chegar sem vida. Foi um negócio muito rápido — relata Angra.

O secretário municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social, professor Arquimedes da Silva de Aguiar, dava aulas de física e matemática para o jovem. Ele conta que o garoto era muito simples e estava buscando melhorar de vida por meio do trabalho e do estudo:

— Um rapaz humilde, de boa índole. Conheço ele e a família há anos. Um guri na dele, educado, que queria terminar o Ensino Médio para começar a ter mais oportunidades de vida. É uma morte horrível.

O corpo de Claudemir foi levado para o DML de Taquara, e o velório deve ocorrer na madrugada de segunda-feira em uma igreja evangélica de São Francisco de Paula, ainda não definida pela família. O sepultamento está marcado para a próxima segunda-feira. O garoto deixa quatro irmãs e os pais.

— Ele estava bem feliz hoje (domingo) quando conversamos, antes de ir para o culto. Iríamos nos ver mais tarde e fazer festa. Tínhamos nossos planos de casar. Na igreja estava tudo certo, não acredito que isso aconteceu — lamenta a namorada, Camila Natália Amaral Biazus.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comIdentificado morador de rua encontrado morto em Caxias do Sul https://t.co/7k82rZMb1a #pioneirohá 1 horaRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comCia. Municipal de Dança apresenta coreografias "Choque" e "O Homem Invisível" no Teatro Pedro Parenti, em Caxias do Sul …há 1 horaRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros