As ondas de rádio de Nestor Gollo  - Geral - Pioneiro

Memória03/03/2017 | 09h40Atualizada em 03/03/2017 | 09h42

As ondas de rádio de Nestor Gollo 

O radialista e locutor foi um dos pioneiros no radiojornalismo caxiense

As ondas de rádio de Nestor Gollo  Studio Geremia / Divulgação/Divulgação
Nestor José Gollo ao microfone na Rádio Caxias, no início dos anos 1950 Foto: Studio Geremia / Divulgação / Divulgação

Desde 1940, o rádio caxiense é protagonizado por grandes nomes, entre eles Arnaldo Ballvé, Joaquim Pedro Lisboa e Luiz Napolitano. O rádio, na época já consolidado entre as grandes cidades do país, proporcionou a muitos jovens talentos espaço e voz dentro do cenário de comunicação caxiense. Um desses talentos era Nestor José Gollo.

Aprovado por unanimidade em um concurso chamado Concurso Novas Vozes, Nestor Gollo, aos 19 anos, foi um dos pioneiros do rádio esportivo na Serra gaúcha, com o Esportes na Onda, no ar desde final de 1946 e considerado um dos programas mais antigos do gênero no Rio Grande do Sul. Gollo comandou o programa por cerca de 10 anos, dividindo o microfone com o caxiense Dante Baptista Andreis, outro grande nome do rádio gaúcho.

Além do rádio, esteve presente em diversos veículos de comunicação caxienses, trabalhando em 1970 na TV Caxias e, em 1980, como colunista no jornal Pioneiro. Além disso, foi titular Regional da TVE, diretor da Rádio Difusora, colunista de Turismo e Comunicação do Correio Riograndense, correspondente da Rádio São Francisco e membro da Academia Caxiense de Letras. 

Atuou ainda como vereador, entre 1952 e 1955 e professor em diversos colégios da cidade, entre eles, o Colégio do Carmo.

Coberturas políticas

 Nestor Gollo, o irmão, Aldo Gollo (à esquerda), Jango e a esposa Beatriz (com a filha Jussânia) na Rádio Caxias em 1959  Foto: Acervo pessoal de Beatriz Gollo / divulgação

Embora bastante reconhecido pela sua atuação como radialista e locutor esportivo, Nestor Gollo também realizou diversas coberturas de personalidades da política brasileira e internacional em Caxias, ocorridas principalmente em razão das Festas da Uva, a partir de 1950. 

Uma dessas coberturas foi a vinda do presidente italiano Giovanni Gronchi a Caxias, em 1958, que chegou a cidade acompanhado do atual presidente da época, Juscelino Kubitschek e do vice, João Goulart. Gronchi visitou o Monumento ao Imigrante e a Av. Julio de Castilhos, em carro aberto.

Rádio Caxias 70 anos: "Venha pra Cancha, Amigo

Auditório da Rádio Caxias: um palco de estrelas nos anos 1950 e 1960

Reconhecimento

Nestor Gollo, então um dos principais locutores da Rádio Caxias Foto: Acervo pessoal de Beatriz Soldatelli Gollo,divulgação / Divulgação

Nestor Gollo morreu em 7 de janeiro de 2009, aos 81 anos de idade. Em 2000, recebeu pelo seu trabalho o título de Cidadão Emérito de Caxias do Sul, por sugestão do então vereador Francisco Spiandorello. Gollo era casado com Beatriz Soldatelli Gollo, com quem teve quatro filhos: Jussania, Cesar, Flávio e Rovena. 

A atuação do jornalista foi de extrema importância para o cenário caxiense e para o radiojornalismo. Com sua voz forte e marcante, tornou-se uma referência para toda uma geração de alunos e profissionais, além de ter se eternizado na lembrança dos ouvintes gaúchos.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros