A trajetória da família Buratti - Geral - Pioneiro

Memória22/11/2016 | 07h31Atualizada em 22/11/2016 | 07h31

A trajetória da família Buratti

Casal João Buratti e Thereza Verdana está entre as 10 primeiras famílias que chegaram à Vila de Nova Milano

Bruna Marini especial
Bruna Marini especial

bruna.marini@pioneiro.com

Consta no livro Povoadores da Colônia Caxias, de Mário Gardelin e Rovílio Costa, que João Buratti e Thereza Verdana estão entre as 10 primeiras famílias que chegaram à Vila de Nova Milano, hoje Farroupilha, em fins do Século 19. Estabelecidos ali, tiveram 5 filhos: Fioravante, Stefano, Pedro, Angela e Savina. Com o passar dos anos, os filhos cresceram e procuraram outras localidades para residir e trabalhar. 

Fioravante com Adelaide Gardini, com quem casou-se após enviuvar Foto: Acervo pessoal / Divulgação

Fioravante Buratti, morador da comunidade de Caravagginho de Nova Milano, casou-se com Henrica Colombo, com quem teve oito filhos: Ambrosio, João, Angelo, Rodolfo, Balduíno, Ida, Aurora e Odila. Ainda com os filhos pequenos, Fioravante ficou viúvo, e as crianças foram criadas com parentes, vizinhos e amigos. Após um tempo, casou-se com Adelaide Gardini.

Leia mais
Família de Vicente e Maria Restelatto
Da Itália para Nova Pádua: a trajetória da família Tonet
Imigração italiana: encontro da família Foletto

Filho de Fioravante, Angelo constituiu família com Rosa Dosso e teve nove filhos: Fiorentina, Luis, José, Albino, Virgílio, Arlindo, Lourdes, Carmelina e Maria. Fiorentina e Maria são falecidas. Arlindo e Lourdes ainda residem na mesma localidade dos antepassados, e os demais vivem em Caxias do Sul. 

O casamento de Albino e Maria Pola Buratti ocorreu em 21 de novembro de 1964 Foto: Acervo pessoal / Divulgação

Casamento de Albino e Maria Buratti

Em 2014, a família Buratti reencontrou-se para comemorar as bodas de ouro de Albino Buratti (neto de Fioravante) e Maria Pola Buratti na comunidade de Caravagginho, 4º distrito de Farroupilha. O casamento ocorreu em 21 de novembro de 1964, na Igreja Matriz de Nova Milano.

Depois de oficializar a união, o casal morou por três anos no Caravagginho, onde nasceram os filhos Luiz Carlos e Ana Lúcia. Albino trabalhava na roça plantando alfava, milho e mantimentos para o sustento da família, enquanto Maria lecionava. Após, mudaram-se para Caxias do Sul, onde tiveram as filhas Neiva e Angelita. Albino tornou-se motorista de caminhão e Maria ficava em casa com as crianças e trabalhava com costura.

* Com a colaboração de Angelita Buratti Patricio, filha de Albino e Maria Buratti.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Calendário Pirelli tem fotos de estrelas sem photoshop https://t.co/8y4SdNURHc #pioneirohá 3 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRescisões de trabalhadores da Guerra SA, em Caxias, serão anuladas https://t.co/tTEsHxOTSY #pioneirohá 8 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros