Caxias antiga em clima de primavera - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória27/09/2016 | 10h07Atualizada em 27/09/2016 | 10h07

Caxias antiga em clima de primavera

Graças ao trabalho do engenheiro agrônomo José Zugno e do cultivo de várias espécies no Horto Municipal, rosas deixavam a cidade mais colorida e perfumada nos anos 1950, 1960 e 1970  

Caxias antiga em clima de primavera José Zugno/Acervo de família,divulgação
Profusão de rosas: o Horto Municipal em meados dos anos 1960 Foto: José Zugno / Acervo de família,divulgação

O Horto Municipal e as antigas rosas da Praça Dante Alighieri volta e meia dão as caras na coluna Memória. E neste início de primavera, "novos" registros garimpados no acervo da família do engenheiro agrônomo José Zugno nos transportam às décadas de 1950, 1960 e 1970. Era a época em que Zugno atuava como engenheiro agrônomo do Município e ministrava aulas de Botânica na Escola Normal Duque de Caxias, nos colégios São Carlos e São José e na antiga Faculdade de Filosofia.

Titular da Diretoria de Fomento e Assistência Rural da prefeitura a partir de 1949, Zugno fez da área do horto, junto às represas do sistema Dal Bó (atual Jardim Botânico), um campo de experimentação e ensino. Sua rotina incluía também levar grupos de estudantes para conhecer as diversas espécies, cultivadas por jardineiros como Manuel Martins, o seu Manuelzinho, morador do Horto Municipal por cerca de três décadas. 

Leia mais:
O Horto Municipal nos anos 1960
Manuel Martins: o jardineiro do antigo Horto Municipal
Chico Jardineiro: a trajetória de Francisco Maldonado Rodrigues
Jimmy Rodrigues e a antiga praça das rosas
José Zugno e os primórdios da Feira do Agricultor em 1979

Rosas das mais variadas espécies dominavam os canteiros do Horto Municipal nos anos 1950, 1960 e 1970 Foto: José Zugno / Acervo de família,divulgação
O Horto Municipal: José Zugno em meio aos roseirais que abasteciam os parques e praças da cidade, em meados dos anos 1960 Foto: Acervo de família / divulgação
José Zugno em ação no Horto Municipal Foto: José Zugno / Acervo de família,divulgação

A coluna Vida Agrícola

A história do lugar foi recordada por Zugno em 1992, em sua coluna "Vida Agrícola", publicada no jornal Correio Riograndense por mais de 50 anos, ininterruptamente:

"No Horto Municipal eram multiplicados todos os anos milhares de enxertos das roseiras mais bonitas, mais resistentes às doenças e mais produtivas, destinadas aos jardins das praças da cidade e dos centros distritais, dos colégios e seminários, sedes campestres dos clubes e qualquer pessoa interessada. O roseiral do horto, com milhares de rosas de todas as formas, matizes e perfumes, era algo de maravilhoso, que fazia o encanto de todos que para lá se dirigiam: pessoas de idade, jovens, normalistas, minhas alunas, gente preocupada, curiosos ou apenas amantes da natureza..."

Conforme informações da família, na década de 1970 o horto chegou a concentrar cerca de 65 mil pés de rosas, um mundo de tonalidades e aromas, conforme mostra a foto abaixo. Você reconhece o jardineiro da imagem? Entre em contato com a coluna.

Raridade: vídeo traz imagens das roseiras e da praça em 1957

Rosas das mais variadas espécies e cores dominavam os canteiros do Horto Municipal nos anos 1950, 1960 e 1970 Foto: José Zugno / Acervo pessoal de Ricardo Zugno,divulgação

Os canteiros da Praça Dante

Os jardins da Praça Dante Alighieri eram frequentemente abastecidos pelas rosas do Horto Municipal e serviam de cenário para centenas de fotos de passantes. Nos registros abaixo, Tereza Marta Zugno, filha do engenheiro agrônomo José Zugno, posa entre os canteiros em meados dos anos 1960.

Ícones da Praça Dante: as roseiras ao redor do chafariz, com a jovem Tereza Marta Zugno, filha de José Zugno  Foto: José Zugno / acervo de família,divulgação
Roseiras eram atrativo e marcaram época na Praça Dante Alighieri, embelezendo o C Foto: José Zugno / acervo de família,divulgação
Moradores e turistas costumavam bater fotos tendo as roseiras como cenário. Na imagem, Tereza Marta Zugno posa para as lentes do pai, o engenheiro agrônomo José Zugno Foto: José Zugno / acervo de família,divulgação

Leia mais:
Jardins da Praça Dante Alighieri nos anos 1950
Pisando em uvas na Praça Dante Alighieri
Praça Dante e as pedras portuguesas: a trajetória de José Barbosa de Oliveira

Parceria

Informações e fotos desta coluna são uma colaboração de Ricardo Zugno, filho de José Zugno.

Confira outras publicações da coluna Memória

Acesse antigos conteúdos do blog Memória



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros