Traficantes e gangues tentam impor lei do medo em apartamentos de Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Famílias acuadas21/10/2015 | 06h03

Traficantes e gangues tentam impor lei do medo em apartamentos de Caxias do Sul

Ministério Público Federal abriu investigação sobre ações criminosas nos condomínios Campos da Serra

Traficantes e gangues tentam impor lei do medo em apartamentos de Caxias do Sul Roni Rigon/Agencia RBS
Grupos atacam e agridem quem tenta estabelecer regras de convivência saudáveis Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O loteamento Campos da Serra se transformou num barril de pólvora. Traficantes, homicidas e assaltantes se infiltraram nos condomínios e tentam impor a lei da bandidagem e do terror. Essa vizinhança tem acuado trabalhadores e donas de casa que sonhavam com vida nova nos apartamentos e casas construídos com recursos do programa Minha Casa Minha Vida. Enquanto muitas pessoas pensam em deixar os imóveis outras famílias já debandaram por medo.

Moradores relatam a rotina ao lado de criminosos em condomínio de Caxias
Sem referências, jovens são aliciados por criminosos em condomínio de Caxias

 As denúncias são de conhecimento do Ministério Público Federal (MPF), que abriu investigação a partir de informações da própria Caixa Federal, financiadora do programa. A intenção é pedir apoio da Polícia Federal e da Polícia Civil para identificar e coibir criminosos. Um dos documentos recebidos pelo MPF cita inclusive a presença de supostas milícias agindo à revelia do poder público.

Confira as últimas notícias do Pioneiro

A reportagem teve acesso a relatos de pessoas ameaçadas e intimidadas por traficantes e comparsas. Há informações sobre grupos que forçam invasões e desrespeitam normas de convivência, atacando e agredindo quem tenta estabelecer a ordem. Esse temor é reforçado por jovens que ostentam armas em redes sociais e consomem drogas em áreas de convivência.

A situação lembra o cenário de condomínios de Porto Alegre, onde a polícia prendeu criminosos que expulsavam moradores para usar os imóveis como ponto de tráfico de drogas no início do mês.

A insegurança no Campos da Serra não chega a tanto, mas pode piorar. O loteamento abriga 1.160 famílias distribuídas em condomínios do Minha Casa Minha Vida e do Plano Multissetorial Integrado (PMI) da prefeitura de Caxias. A previsão é transferir mais 320 famílias até fevereiro do próximo ano.

Na segunda-feira, o procurador da República Fabiano de Moraes se reuniu com representantes da Caixa e da Secretaria Municipal da Habitação para traçar uma estratégia e colher informações.

— Se confirmado, as denúncias são graves e vamos pedir medidas policiais para evitar que fique descontrolado. O problema é mais acentuado em três condomínios — revela o procurador.

Notícias Relacionadas

Famílias acuadas 21/10/2015 | 07h32

Moradores relatam a rotina ao lado de criminosos em condomínio de Caxias do Sul

Ação de traficantes e gangues é investigadas pelo Ministério Público Federal

Famílias acuadas 21/10/2015 | 06h41

Sem referências, jovens são aliciados por criminosos em condomínio de Caxias do Sul

Traficantes e gangues intimidam moradores no loteamento Campos da Serra

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros