Com procissões e encenações, cidades da Serra revivem morte e ressurreição de Jesus Cristo - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Sexta-feira Santa28/03/2013 | 06h13

Com procissões e encenações, cidades da Serra revivem morte e ressurreição de Jesus Cristo

Em Carlos Barbosa, apresentação reúne público de 10 mil pessoas

Com procissões e encenações, cidades da Serra revivem morte e ressurreição de Jesus Cristo Aldo Locatelli, Reprodução/
Jesus é despojado de suas vestes em uma das 14 estações da Via-Sacra Foto: Aldo Locatelli, Reprodução

A barba e o cabelo na altura dos ombros já revelam as primeiras semelhanças. Há 12 anos, César Campeol, 34 anos, vive em Carlos Barbosa o personagem mais importante da Via-Sacra, aquele por quem milhares de cristãos do mundo todo celebram o sofrimento, a morte e a ressurreição. Interpretar Jesus Cristo há tanto tempo traz suas responsabilidades.

— É preciso concentração, saber o que está fazendo e o porquê. Não é pelo espetáculo, mas por saber que estamos lidando com a emoção dos fieis. As pessoas choram durante a encenação. As crianças  acreditam que tu é mesmo Jesus. Chego a ficar arrepiado.

Amanhã, a comunidade de Carlos Barbosa revive a morte e ressurreição de Cristo em uma das maiores celebrações da Via-Sacra da região. São 400 atores em cena, 100 pessoas na produção e um público de aproximadamente 10 mil pessoas. É preciso pelo menos quatro horas para percorrer os 3km que encenam os momentos derradeiros de Jesus.

Mas os números não impressionam a população da cidade. O importante, para eles, é a mensagem que o rito religioso desperta. Este ano, a encenação completa 19 anos. A apresentação tem início às 15h30min, em frente à Igreja Matriz e culmina com a crucificação e ressurreição de Jesus no topo do Morro do Calvário.

A Via-Sacra é organizada pela Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus e Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Serviços.

Caxias do Sul - Diferentemente do ano passado, quando a paixão e morte de Cristo foi representada por orações devido a falta de ensaio entre os jovens que representavam os personagens bíblicos, quem visitar os pavilhões da Festa da Uva voltará a assistir a tradicional encenação da Via-Sacra.

A Via Sacra inicia às 9h desta sexta-feira, no pé da escadaria dos Pavilhões da Festa da Uva e termina próximo ao Monumento Jesus Terceiro Milênio. Este ano, 40 pessoas integram o grupo de atores e produtores da Via Sacra. O evento é organizado pelas Paróquia São José e Santa Catarina, e é apoiado pelas Secretarias Municipais do Turismo e da Cultura.

Na parte da tarde, uma procissão com a imagem de Cristo Morto encontrará a estátua de Nossa Senhora das Dores no caminho. Como no ano passado, a procissão inicia em frente à Catedral Diocesana, às 15h. Os católicos que levarão Jesus Morto vão dobrar na Rua Dr. Montaury e entrar na Av. Júlio de Castilhos, em direção ao bairro Lourdes.

Na esquina com a Rua do Guia Lopes, eles se unirão com os fieis que terão partido da Capela de Santo Sepulcro com a mãe de Jesus. A partir daí, a procissão retorna para a Catedral. Um cruz de 2,5m com o nome dos jovens que morreram em Santa Maria será depositada aos pés da imagem de Nossa Senhora.

A procissão é antecedida pela celebração e adoração à Santa Cruz, às 14h, também na Catedral Diocesana.


PROGRAMAÇÃO NA REGIÃO

CAXIAS DO SUL
9h - Via Sacra, na Catedral
14h - Celebração e adoração à Santa Cruz
15h- Procissão. Inicia na frente da Catedral e segue até a Guia Lopes, onde haverá o encontro com a imagem de Nossa Senhora. Após, a procissão volta para a Catedral pela Sinimbu. Haverá celebração e reza pelos jovens que sofreram mortes prematuras no crime, no trânsito e também pelos jovens mortos em Santa Maria.

Pavilhões da Festa da Uva
Paróquias São José e Santa Catarina
9h - Encenação da Via Sacra

ANA RECH
14h - Celebração da Paixão de Cristo na Igreja Matriz
15h - Procissão da Via Sacra com o Senhor Morto. Saída pela Av. Rio Branco. Espera-se a participação de aproximadamente 1,5 mil pessoas.

CARLOS BARBOSA
15h30min - Encenação da Paixão de Cristo na Igreja Matriz, com encerramento no topo do Morro do Calvário, onde será encenada a Ressureição de Jesus. Ao longo do percurso serão interpretadas passagens da Via Sacra, retratando os últimos momentos da vida de Jesus até a crucificação e ressurreição. A encenação contará com 400 atores e figurantes. O público esperado é de 10 mil pessoas.

CANELA
9h - Via Sacra na Igreja Matriz
14h - Terço Meditado (Oração Mariana que contempla os mistérios da vida de Cristo
15h - Celebração da Santa Cruz
20h - Procissão do Encontro
Últimos momentos da Paixão de Cristo, crucificação e sepulcro: as mulheres saem em procissão do hospital com a imagem de Nossa Senhora das Dores e os homens saem da Praça João Corrêa. O encontro dos dois grupos será na frente da Igreja Matriz, onde seguem orações.

BENTO GONÇALVES
7h - Reinício da Adoração ao Santíssimo na Igreja Matriz Santo Antônio
9h - Via Sacra e Adoração ao Santíssimo
15h - Celebração da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo
16h - Procissão do Encontro (Santo Antônio e Cristo Rei)
17h30min - 36ª Romaria à Cruz do Salgado

FLORES DA CUNHA
9h - Via Sacra na Igreja Matriz
18h- Encenação da Paixão e Morte de Jesus, também na Igreja Matriz. A encenação terá 140 atores

SÃO MARCOS
15h - Celebração da Paixão de Cristo, na Igreja Matriz, e procissão com Jesus morto rumo ao Monumento Calvário

FARROUPILHA
9h - Via Sacra na Igreja Matriz
15h - Encenação da Paixão de Cristo, também na igreja. A encenação terá cerca de 40 atores

GARIBALDI
9h - Celebração com a Bênção da Macela na Igreja Matriz
16h30min - Encenação na Praça da Igreja Matriz.

GRAMADO
15h - Celebração Paixão e Morte de Jesus Cristo na Igreja Matriz
20h - Procissão dos Passos, do Corpo de Bombeiros até a Igreja Matriz

VACARIA
20h - Encenação da Paixão de Cristo na Catedral Nossa Senhora da Oliveira

ALTERAÇÕES NO TRÂNSITO
Quatro pontos da cidade sofrerão alterações de trânsito em decorrência das procissões da Sexta-Feira Santa

— Paróquia Santa Tereza - Catedral Diocesana: A partir das 13h30min, haverá bloqueio total da rua Sinimbu entre as ruas Dr. Montaury e Borges de Medeiros, Dr. Montaury e Av. Júlio de Castilhos, Av. Júlio de Castilhos e Rua Borges de Medeiros; e da rua Borges de Medeiros entre a Av. Júlio de Castilhos e a rua Sinimbu. Previsão de liberação a partir das 17h.

Às 15h haverá interferência na Av. Júlio de Castilhos, da rua Treze de Maio até a rua Marques do Herval em decorrência da procissão que partirá da Igreja de Santo Sepulcro em direção à Catedral.O Transporte Coletivo e Seletivo serão desviados para a rua Bento Gonçalves, via Visconde de Pelotas, com retorno à rua Sinimbu pela rua Guia Lopes.

— São Luiz da 6° Légua: A primeira procissão parte da Comunidade de São Roque, Bairro De Zorzi. A segunda procissão parte da rua Ângelo Tronca até a Igreja de São Luiz. Início às 15h e previsão de término para as 18h30min

— Paróquia N. Sra. Caravaggio - Ana Rech: Haverá bloqueio total da Av. Rio Branco e imediações a partir das 15h, com previsão de liberação às 17h

— Comunidade Desvio Rizzo: Serão feitas interferências nos seguintes trajetos: Conceição da Linha Feijó, Lot. Lindóia, Lot. Rosário I e II _ o percurso se dará até a Igreja Matriz do Desvio Rizzo a partir das 13h30min, com previsão de término às 17h.

 

 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros