Frei Jaime: tornar a vida leve parece ser o grande desafio da atualidade - Cotidiano - Pioneiro

Opinião18/07/2017 | 08h38Atualizada em 18/07/2017 | 08h39

Frei Jaime: tornar a vida leve parece ser o grande desafio da atualidade

Em outros tempos, muitos também desejaram uma vida sem tantos desconfortos

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Aos poucos retomando a normalidade, sentindo paz no coração... Que a vida seja abraçada e direcionada à felicidade! Viver é a nossa maior missão! Vamos lá!

"Nascemos sem trazer nada, morremos sem levar nada. E no meio brigamos por algo que não trouxemos e não levaremos."

Leia mais
Marcos Kirst: naquelas datas queridas
Frei Jaime: ter fé é antes de tudo amar
Tríssia Ordovás Sartori: Ode ao olho no olho

Tornar a vida leve parece ser o grande desafio da atualidade. Em outros tempos, muitos também desejaram uma vida sem tantos desconfortos. Viver a leveza não é uma decisão, é uma construção. O humano respira a ideologia do acúmulo. Em todos os recantos do planeta é possível encontrar pessoas tensas e agitadas, em busca de mais coisas materiais. Quando é possível saber o histórico, a constatação é a mesma: poucos estão contentes e agradecidos com o suficiente que possuem.

O querer sempre mais é o lado doentio da relação humana com os bens materiais. O sonho de ter o suficiente não tem muitos adeptos. É evidente que alguns acréscimos podem oportunizar outras buscas. Porém, viver com o coração endurecido, obstinado por centavos e mais centavos não parece ser a melhor coisa. A chegada é de mãos vazias, a partida não será diferente. Não é sinal de inteligência ficar brigando por algumas coisas, durante a curta permanência neste mundo. Uma passagem rápida supõe saber viver de forma serena e criativa.

As coisas materiais são necessárias. Ter algumas coisas é bom. Porém, viver apegado em nada contribui à realização. A felicidade vai acontecendo na medida em que o desapego se concretiza. Portanto, se existe o desejo de leveza é necessário implementar algumas ações em relação ao apego material. Aos poucos ir trabalhando o coração e controlando o ímpeto materialista. Não é tarefa fácil, mas é possível e os resultados causam uma grande libertação. Viver é muito mais do que apenas respirar. Viver é um ato de sabedoria.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros