Frei Jaime: há um certo receio de olhar nos olhos da outra pessoa - Cotidiano - Pioneiro

Opinião06/07/2017 | 08h28Atualizada em 06/07/2017 | 08h28

Frei Jaime: há um certo receio de olhar nos olhos da outra pessoa

Não são poucos os que desviam o olhar ou nem se quer direcionam, enquanto pronunciam palavras

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Mesmo que o sono seja insistente, é hora de levantar e dar início a mais um dia. Na bagagem existencial uma quantidade suficiente de paz, para dar conta das diferentes situações deste novo dia. Vamos lá. Vai dar certo.

"Quando te sentir sem chão olhe para cima. É lá que está o alicerce que tem mantém sempre em pé."

Leia mais
André Costantin: A moral da bike
Ciro Fabres: João Sem Medo
Frei Jaime: de tempos em tempos é importante fazer uma seleção de tudo o que é retido

Olhos levemente inclinados para o chão, passos largos, pouca determinação. Talvez seja essa a imagem mais comum nas diferentes calçadas e caminhos do mundo. Poucos se dão conta que o próprio naturalmente olhar procura por outros olhares. Há um certo receio de olhar nos olhos da outra pessoa. Não são poucos os que desviam o olhar ou nem se quer direcionam, enquanto pronunciam palavras. Sem contar que alguns não apertam nem a mão, numa saudação.

Os olhos deveriam se encontrar e as mãos poderiam sentir o calor e a firmeza da outra pessoa. Em alguns momentos parece faltar entusiasmo e o abatimento perpassa o ânimo e os sonhos, roubando o brilho e a disposição. A humanidade está com os olhos unicamente fixos no chão. Isso não faz bem. O olhar deveria ser intercalado entre a terra e o céu. É evidente que a existência acontece num lugar específico e determinado: o mundo. Porém, saber elevar o olhar aos céus é um dom, uma capacidade extraordinária, uma oportunidade ímpar.

Quem esquece de olhar para o céu, cansa mais facilmente, se decepciona a todo instante, desiste de lutar. O ideal seria ir mesclando: olhar para a terra, sem esquecer que o céu existe. Uma pessoa que se fixa demasiadamente na terra corre o risco de fragilizar a própria esperança. O contrário também é prejudicial: não faz bem olhar somente para o céu. Como em tudo na vida, céu e terra, quando bem equilibrados, podem proporcionar alegria, serenidade e uma vontade enorme de continuar vivendo e crescendo.

Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraço!  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros