Frei Jaime: não é porque os ventos não estão a seu favor que você precisa desistir de remar - Cotidiano - Pioneiro

Opinião02/06/2017 | 08h38Atualizada em 02/06/2017 | 08h38

Frei Jaime: não é porque os ventos não estão a seu favor que você precisa desistir de remar

É preciso ser realista: os dias são exigentes, as dificuldades são grandes, a falta de perspectiva é angustiante

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

A claridade de um novo dia é repleta de esperança... Há tantos motivos para viver... Como faz bem trancar a o desânimo do lado de fora do coração. O importante é viver com disposição e determinação.

"Não é porque os ventos não estão a seu favor que você precisa desistir de remar
."

Leia mais
Gilmar Marcílio: Meias verdades
Francisco Michielin: Meu vizinho hipocondríaco 
Iotti: Daniel Guerra vai ao Postão 24h
Frei Jaime: as diferenças podem ser encantadoras, quando se consegue ver além

A vida é como um barco em alto mar. As ondas nem sempre garantem a serenidade. O vento sopra onde quer. Em alguns períodos, o vento é favorável e em outros não. Independente do vento ser ou não favorável, é necessário remar sem cessar. Ventos contrários são comuns. O cotidiano é feito de tantas situações adversas. É preciso ser realista: os dias são exigentes, as dificuldades são grandes, a falta de perspectiva é angustiante. Mesmo assim é importante não deixar de remar.

Um dia os ventos cessarão e a favorabilidade permitirá muitos avanços. Afinal, tudo passa. O vento tende a se acalmar. Não convém ficar somente atento à direção do vento. O que deve receber maior atenção é a persistência no ato de remar. Há uma multidão infinita desejando e torcendo pelo bom êxito da navegação. Porém, alguns desistem facilmente de remar. O desânimo nunca formou vencedores. Permanecer firme é um propósito que inspira avanços significativos.

Evidente que algumas situações se tornam quase insuportáveis, mesmo assim é necessário ser resistente e reunir todas as forças para garantir uma excelente travessia. O tamanho das ondas será sempre inferior ao sonho acalentado com tanta ternura. Ter esperança é uma boa alternativa para, um dia, atracar no porto para celebrar a vitória da persistência e do amor à vida. Há tantas histórias de pessoas que pensavam que os ventos jamais alcançariam a calmaria. Os dias foram passando e as conquistas deram sabor à existência. O importante é não desistir de remar.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!   


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros