Frei Jaime: a atitude mais comum e mais fácil é o julgamento - Cotidiano - Pioneiro

Opinião10/05/2017 | 08h17Atualizada em 10/05/2017 | 08h17

Frei Jaime: a atitude mais comum e mais fácil é o julgamento

 Sem saber o que se passa com a outra pessoa, emite-se parecer, críticas são formuladas, distâncias são tomadas

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

A claridade faz o amanhecer espantar a escuridão e abre espaço para a luz deste novo dia... Que não falte jamais a claridade do ânimo e da esperança... Muita luz nesta nova jornada!

"Nunca sabemos o tamanho da dor que um coração está suportando. Se não for para estender a mão, permaneça em silêncio." (Taci Goes).

A convivência é feita de muitos encontros e também de incontáveis desencontros. Cada pessoa é um mistério. Pelo semblante é praticamente impossível saber o que se passa no coração. Alguns são mais espontâneos e abertos: verbalizam facilmente os sentimentos. Outros conseguem desconversar, quando não querem falar o que estão sentindo. É praticamente impossível saber o tamanho da dor que o outro está suportando.

Leia mais
Ciro Fabres: os muitos ângulos da Festa da Uva
Natalia Borges Polesso: a importância da literatura
Frei Jaime: liberando emoções


A atitude mais comum e mais fácil é o julgamento. Sem saber o que se passa com a outra pessoa, emite-se parecer, críticas são formuladas, distâncias são tomadas. Algumas atitudes simplesmente aumentam as dores e os problemas daqueles que já não sabem mais o que fazer. De fato, se não for para estender a mão, o silêncio é a melhor opção.

É muito fácil relativizar a dor do outro. Cada um acha que a sua situação dolorida é mais intensa. Colocar-se no lugar de quem está sofrendo é um exercício que favorece a compaixão. Ninguém deveria aumentar de quem quer que seja. Pelo contrário, um gesto grandioso é estender a mão, serenar o desespero, afagar o coração. Viver é muito mais do que dar conta apenas da sua própria subsistência. Por mais compromissos que alguém possa ter, sempre restará um pouco de tempo para o exercício da solidariedade.

Quanta serenidade e quantas alegrias só pelo fato de ter ajudado alguém na superação da sua dolorida problemática. Nunca será excessiva a prudência e a caridade em tratar com outros. O silêncio que se faz solidariedade sempre será a melhor ajuda.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!   

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros