O tempo não cura nada, apenas te ensina a sobreviver sem - Cotidiano - Pioneiro

Opinião11/04/2017 | 08h44Atualizada em 11/04/2017 | 08h44

O tempo não cura nada, apenas te ensina a sobreviver sem

O tempo ensina a sobreviver sem o que se foi, que deixou de existir. De um jeito ou de outro, tudo se faz aprendizado

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

3ª feira da Semana Santa! Dias que convidam à interioridade... Uma semana de mais silêncio para melhor acolher e refletir o mistério do Filho de Deus que deu a vida por nós... Que nossas palavras e gestos santifiquem os dias desta Santa Semana! Amém!

"O tempo não cura nada, apenas te ensina a sobreviver sem." (Carlos Eduardo Back).

Leia mais
Marcos Kirst: a verdade é um sem-teto
Tríssia Ordovás Sartori: ah, o amor
Nivaldo Pereira: as guerras de marte
Gilmar Marcílio: Tudo o que é raro

A vida é uma soma infinita de detalhes que acrescem, aumentam e qualificam a existência. Mas os dias também registram algumas perdas. A alegria, porém, é sempre maior que as tristezas. Saber lidar com as ausências é condição para dar continuidade ao viver. O tempo é um fator fundamental para conduzir soluções que poderão amenizar a dor. Mas o tempo, por si só, não é capaz de curar tudo.

O tempo ensina a sobreviver sem o que se foi, que deixou de existir. De um jeito ou de outro, tudo se faz aprendizado. Talvez não exista outra alternativa a não ser aprender. Quando há um acréscimo a assimilação é mais simples, mais fácil. Quando há perdas, é necessário um tempo maior para continuar encontrando motivos para simplesmente viver. No começo, os dias são mais opacos e cinzentos. Depois, tudo vai acalmando e serenando.

A vida encontra sempre um jeito de dar prosseguimento, quando a fé é a companheira diária. Em algumas situações, até as motivações se tornam insuficientes. Porém, ninguém se refaz se não tiver profundas convicções. A vida é a verdade maior e todos passam por processos praticamente idênticos. Ganhar e perder está na dinâmica do viver. Preparar-se para acolher infinitas alegrias e também administrar determinadas perdas deveria ser algo natural em todos e para todos. Se não houver consciência clara quanto ao significado do viver, o sofrimento poderá ser mais intenso. O tempo não resolve as lacunas e os vazios, apenas ensina a conviver com determinados momentos. Viver é uma dádiva, com muitos aprendizados.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!   

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros