A vida tem ciclos - Cotidiano - Pioneiro

Frei Jaime Bettega12/10/2016 | 09h14Atualizada em 12/10/2016 | 09h14

A vida tem ciclos

 É maravilhoso abraçar a etapa seguinte sem precisar despedir-se daquela que ficou para trás. Nada é excluído

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia!

Amanhece um dia muito especial... A impressão é que se trata de um dia de mansidão... mais lento, mais confortável... Dia da Criança... Dia de Nossa Senhora Aparecida! Cubra-me com teu manto de AMOR... Amém!

"Em todo homem de verdade está escondida uma criança que quer brincar." (Nietzsche).

Leia mais
Adriana Antunes: aprender a olhar as estrelas
Frei Jaime Bettega: a ganância tem roubado a melhor parte dos dias
Marcos Kirst: a não-rotina de Charlotte
Tríssia Ordovás Sartori: vivemos como imortais e desencontrados
Nivaldo Pereira: o prisma do amor

A vida tem ciclos. É maravilhoso abraçar a etapa seguinte sem precisar despedir-se daquela que ficou para trás. Nada é excluído. A maturidade é o processo natural, o jeito de ser é uma escolha bem pessoal. Se todos pudessem reservar um tempo para reencontrar aquela criança que anda perdida na pressa do cotidiano, muitas coisas seriam diferente. A ternura da infância nunca irá atrapalhar a seriedade que o adulto necessita para dar conta das exigências da vida. Reavivar a inocência é trazer à tona a serenidade que favorece os relacionamentos e torna mais leve os olhares e mais intensos os abraços.

O mundo está muito carente da espontaneidade das crianças. A vingança está reservada para ser transformada em centavos, num troco qualquer. A falta de tempo diminuiu drasticamente a possibilidade de ser um pouco infantil, mesmo que os anos já tenham sido somados. Para ser verdadeiramente adulto é necessário conservar viva a criança, dentro das devidas proporções. A maior parte das horas de um dia são destinadas à vida adulta. Porém, os intervalos pertencem à inocência.

Como é maravilhoso ver um adulto soltando os ombros, andando de pés descalços, rolando ao chão com as crianças, permanecendo mais tempo com o pijama. A vida é breve. Há um único espaço para viver intensamente: hoje. Para ser verdadeiramente adulto é imprescindível conservar viva a criança que nasceu para permanecer eternamente criança e, assim, multiplicar a alegria de brincar com qualquer coisa e rir por qualquer motivo.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!     


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros