Missa tradicional no dia de Nossa Senhora de Caravaggio emociona fiéis - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 
 

26/05/2020 | 12h36Atualizada em 26/05/2020 | 12h37

Missa tradicional no dia de Nossa Senhora de Caravaggio emociona fiéis

Durante a celebração, menina vestida de Joaneta deixou uma vaso de orquídeas rosa aos pés da imagem de Nossa Senhora

Missa tradicional no dia de Nossa Senhora de Caravaggio emociona fiéis Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Missa tradicional no dia de Nossa Senhora de Caravaggio emociona fiéis Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A missa mais tradicional da Romaria de Caravaggio foi celebrada às 10h30min, no Santuário, em Farroupilha. Diferentemente dos 140 anos anteriores, não havia uma multidão dentro da igreja e ocupando o pátio. A pandemia do coronavírus mudou o cenário, mas não enfraqueceu a devoção à Nossa Senhora.

A missa, celebrada pelo bispo Dom José Gislon, contou com cerca de 40 pessoas na igreja, entre eles moradores e parentes de servos do santuário (todos de máscara), mas com milhares assistindo pelas redes sociais. Inclusive, é a primeira missa celebrada pelo bispo no dia de Caravaggio.

 FARROUPILHA, RS, BRASIL, 26/06/20O20 -  Tradicional missa em celebração a Nossa Senhora de Caravaggio com apenas pessoas da comunidade. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)<!-- NICAID(14508160) -->
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

“Estamos na casa da mãe. Quero trazer aqui presente nossos romeiros, idosos, jovens, crianças, enfermos e seus familiares, os que trabalham na saúde, na segurança pública, trazer as famílias enlutados pelos entes queridos por causa da pandemia. Coloco cada um diante do olhar de Maria, a mãe de Deus, e do Pai, Deus, que é misericordioso. Com a misericórdia do pai, pedimos perdão por todas em que não cuidamos da vida uns dos outros”, rogou o bispo.

Leia mais
"Dói fazer a romaria virtual, mas o momento é de cuidar de si e do outro", diz reitor do Santuário de Caravaggio

Enquanto tantos estavam em casa, de coração contrito e quebrantado, ouvindo ao sermão do bispo, no entorno do Santuário havia silêncio.

“Maria nos ensina a não perdermos a esperança. Quem cultiva a esperança, sabe que Deus nos surpreende, pelo seu amor. Se nos aproximarmos d’Ele e ficarmos com Ele, seremos transformados quando formos tocados pelo Seu amor e Sua misericórdia”, ministrou o bispo.

Na oração do Pai Nosso havia uma atmosfera diferente na igreja do santuário: era como se a voz dos milhares de fiéis que estavam assistindo pelas redes sociais ecoasse pelo santuário. Durante a comunhão, que é um momento especial para os fiéis, pois podem partilhar, em forma simbólica, do corpo e do sangue de Cristo, poucos puderam participar dessa vez.

Para encerrar a missa, Gabriela Ávila, de oito anos, vestida de Joaneta, deixou uma vaso de orquídeas rosa aos pés da imagem de Nossa Senhora. Joaneta foi a jovem a quem, em 26 de maio de 1432, Nossa Senhora teria aparecido, em Caravaggio, na Itália.

 FARROUPILHA, RS, BRASIL, 26/06/20O20 -  Tradicional missa em celebração a Nossa Senhora de Caravaggio com apenas pessoas da comunidade. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)<!-- NICAID(14508166) -->
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Gabriela, para além de estar com as vestes de Joaneta, representa a esperança de um amanhã melhor, mais justo, em que o amor ao próximo é uma realidade.

>> Dia de Caravaggio tem frio, céu nublado e santuário vazio em Farroupilha

Perdeu a missa? Confira:


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros