Avenida Rio Branco: anúncios de antigos comércios e serviços - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória26/02/2020 | 07h00Atualizada em 26/02/2020 | 07h00

Avenida Rio Branco: anúncios de antigos comércios e serviços

Marcenaria Progresso e Casa Pombal foram destacadas no jornal Diário do Nordeste em 1954

Avenida Rio Branco: anúncios de antigos comércios e serviços Agência RBS / reprodução/reprodução
Foto: Agência RBS / reprodução / reprodução

As  recentes colunas sobre os bairros Rio Branco e São Pelegrino trouxeram a lembrança de vários estabelecimentos comerciais que marcaram época na Avenida Rio Branco. Entram aí a Mercearia São Pelegrino, junto ao Edifício Pioner, no Largo da Igreja São Pelegrino;  a Marcenaria Progresso, com seus quartos com frente de imbuia direcionados aos noivos; a Brasileira de Vinhos S/A e a Casa Pombal, de Armando Kuhn, então localizada quase em frente ao atual Shopping Bourbon San Pellegrino. 

Demolição da Vinícola Mosele em 1981 

Anúncio publicado na edição de 21 de janeiro de 1954 do jornal Diário do Nordeste (acima) destacava a venda de sapatos com solado de borracha-pneu, cômodo e confortável. 

"Para a compra de um bom calçado, confortável, resistente e econômico, procure a Casa Pombal, um estabelecimento que pode lhe oferecer bons artigos por convenientes preços".

Abaixo, outros anúncios garimpados no Diário do Nordeste e no Caxias Magazine, nos anos 1950 e 1960.

Leia mais:
São Pelegrino: Rua Feijó Jr. e uma feira de hortifrutis em 1948
Você é um morador "raiz" de São Pelegrino? Faça o teste
Você é um morador "raiz" do bairro rio Branco? Faça o teste
Armazém Onzi, um clássico do bairro Rio Branco
São Pelegrino: anúncios de outros tempos

Foto: Agência RBS / reprodução
Foto: Agência RBS / reprodução
Foto: Agência RBS / reprodução

Leia mais:
O guardião da chave da Igreja São Pelegrino em 1953
São Pelegrino e o novo espaço da Casa de Memória
Memórias de São Pelegrino: do Cine Real às Lojas Brasileiras
Armazém Zatti, um clássico de São Pelegrino
São Pelegrino: anúncios de outros tempos
Praça João Pessoa na década de 1950
Ferragem Andreazza: uma adega, décadas de histórias
Lembranças do Excelsior Hotel
Caxias pelas lentes de um turista em 1960
Inauguração do novo Pastifício Caxiense em 1963
Lembranças recheadas de sabor no antigo Pastifício Caxiense  
Rua Coronel Flores pavimentada em 1942
Moinho Progresso e um incêndio em 1954   

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros