Santa Lúcia do Piaí nos tempos da profe Ilde - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória17/01/2020 | 07h00

Santa Lúcia do Piaí nos tempos da profe Ilde

Atuante no distrito desde os anos 1950, ela participa de um encontro com seus ex-alunos no próximo dia 8 de fevereiro

Santa Lúcia do Piaí nos tempos da profe Ilde Fiorentino Cavalli/Acervo pessoal,divulgação
Dona Ilde durante um passeio com os alunos da Escola Estados Unidos da América em Água Azul, em 1960 Foto: Fiorentino Cavalli / Acervo pessoal,divulgação

Pode-se dizer que a trajetória de dona Maria de Lourdes Ildegar Jung Ferrazza, a profe Ilde, confunde-se com a história da educação em Santa Lúcia do Piaí. Conforme abordado na coluna de quinta-feira, a senhora de 83 anos é uma das professoras mais conhecidas do distrito – tanto que no próximo dia 8 de fevereiro ela participa de um encontro pra lá de especial com seus ex-alunos.

Além da Escola Municipal Felipe de Oliveira, na Linha Sertória Baixa, dona Ilde atuou na Escola Visconde de São Leopoldo, na Linha Sertória Alta; na Linha Faria Lemos e na Escola Estados Unidos da América – rebatizada tempos depois com o nome de Angelo Scopel e situada na localidade conhecida por Zona Scopel. 

Curiosidade: a professora deu aulas para nada menos do que oito dos 11 filhos de seu Fiorentino Damin, cuja família é residente até hoje nas proximidades desta escola – na foto abaixo, inclusive, vemos três deles: os irmãos José, Luiz e Eliana Damin. A imagem foi feita pela tia Carolina Ermínia Damin (Irmã Florice), quando vinha do Rio de Janeiro para visitar a família.

Leia mais:
Família Damin e as origens de Santa Lúcia do Piaí  
Família de Antonio Damin em Santa Lúcia do Piaí  

A professora Ildegar Jung deu aula para nada menos do que oito dos 11 filhos de seu Fiorentino Damin, cuja família é residente até hoje nas proximidades da escola Angelo Scopel, interior de Santa Lúcia do Piaí. Na foto acima vemos três deles:os irmãos José, Luiz e Eliana Damin.
Os irmãos José, Luiz e Eliana Damin, antigos alunos de dona IldeFoto: Carolina Erminia Damin / Acervo de família,divulgação

Álbum de fotos

Na sequência desta página, alguns momentos de dona Ilde nos anos 1950 e 1960. Na imagem que abre a matéria, Ilde durante um passeio com os alunos da Escola Estados Unidos da América pela localidade de Água Azul, nos anos 1960. Abaixo, com um grupo de amigas em 1958 – todas devidamente trajadas para o Baile da Chita (com vestidos feitos desse tecido). 

Da esquerda para a direita, em pé, estão Nilde Bonalume, Vanda Maitelli, Neusa Mielke e as irmãs Rachel e Ilde Jung. Sentadas, da esquerda para a direita, Emilda Bolson e Nuely Communello. 

Alguns momentos de dona Ildegar Jung nos anos 1950 e 1960. Acima, com um grupo de amigas em meados dos anos 1950, a rigor para o tradicional Baile da Chita (com vestidos feitos com esse tecido). Da esquerda para a direita, em pé, estão Nilde Bonalume, Vanda Maitelli, Neusa Mielke e as irmãs Olga Raquel e Ilde Jung. Sentadas, da esquerda para a direita, Emilda Bolson e Nuely Communello.
Dona Ilde (em pé, à direita) e um grupo de amigas em 1958Foto: Fiorentino Cavalli / Acervo pessoal,divulgação

A família

Dona Ilde casou com Sady Ferrazza em 13 de fevereiro de 1960, aos 24 anos. Dessa união nasceram as filhas Neiva, Marizete, Rosmari e Simone, que lhe deram  oito netos.

Um encontro em 1992

Abaixo, dona Ilde e o grupo de professoras de Santa Lúcia do Piaí em 1992, durante o tradicional chá mensal, que ocorre até hoje. A imagem foi uma das últimas feitas pelo fotógrafo Fiorentino Cavalli (1926-1992), responsável por eternizar o distrito entre os anos 1950 e 1980. 

Na foto estão, a partir da esquerda, em pé, Adir dos Passos, Ildegar Jung Ferrazza, Ana Turella, Diva Boff, Lisete Scalcon, Loirena Tomazzelli, Aracy Minella, Jandira Formolo, Alda Giacomelli, Maria de Lourdes Frizzo, Lourdes Minella, Rachel Jung, Neli Comunello Cavalli, Catarina Cavalli, Nuely Communello e Matilde Brisotto.

Ildegar Jung, a profe Ilde,  e o grupo de professoras do distrito de Santa Lúcia do Piaí, em 1992, durante o tradicional chá mensal, que ocorre até hoje. A imagem foi uma das últimas feitas pelo fotógrafo Fiorentino Cavalli (1926-1992), responsável por eternizar o distrito entre os anos 1950 e 1980. Na foto estão, a partir da esquerda, em pé, Adir dos Passos, Ildegar Jung Ferrazza, Ana Turella, Diva Boff, Lisete Scalcon, Loirena Tomazzelli, Aracy Minella, Jandira Formolo, Alda Giacomelli, Maria de Lourdes Frizzo, Lourdes Minella, Rachel Jung, Neli Comunello Cavalli, Catarina Cavalli, Nuely Communello e Matilde Brisotto.
O grupo de professoras de Santa Lúcia num encontro em 1992Foto: Fiorentino Cavalli / Acervo de família,divulgação

Leia mais:
Família de Secondino Bonatto em Santa Lúcia do Piaí
Secondino Bonatto e o moinho de Santa Lúcia do Piaí
Santa Lúcia do Piaí pelas lentes de Fiorentino Cavalli
Santa Lúcia do Piaí: um fotógrafo e um distrito eternizado
Família de João Communello em Santa Lúcia do Piaí
Família Andreazza em Santa Lúcia do Piaí
O Bar Communello na história de Santa Lúcia do Piaí   

Parceria

Colaborador da coluna Memória, o historiador Éder Dall’Agnol dos Santos vem pesquisando a trajetória de diversas famílias que ajudaram a colonizar o distrito de Santa Lúcia do Piaí desde finais do século 19. O trabalho, segundo ele, deverá ser transformado em livro em breve. 

Moradores do distrito que tenham interesse em colaborar com fotos e dados sobre suas famílias ao longo do século 20 podem entrar em contato pelo e-mail ederdallagnol89@gmail.com ou telefone/whatsapp (54) 98449.9186.

Leia mais:
Família Miller e um salão de baile em Santa Lúcia do Piaí
Dom Vicente Scherer visita Santa Lúcia do Piaí em 1947  
Santa Lúcia do Piaí recebe Euclides Triches em 1952  
Santa Lúcia do Piaí: o capitel de Caravagginho
Santa Lúcia do Piaí: o casamento de Santo Zanol e Nair Turella em 1959
Santa Lúcia do Piaí e a exposição de produtos agrícolas de 1965

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros