Migração de animais silvestres chama a atenção em Caxias do Sul - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Meio amebiente04/01/2020 | 10h31Atualizada em 04/01/2020 | 10h34

Migração de animais silvestres chama a atenção em Caxias do Sul

Nas últimas semanas, a zona urbana recebeu a visita de ouriço, bugio, capivara, tucano e jabuti

Migração de animais silvestres chama a atenção em Caxias do Sul GM Ambiental / divulgação/divulgação
Nas últimas semanas, a zona urbana recebeu a visita de ouriço, bugio, capivara, tucano e jabuti Foto: GM Ambiental / divulgação / divulgação

Fenômeno cada vez mais frequente em centros urbanos, a "visita" de animais silvestres chamou a atenção nas últimas semanas em Caxias do Sul. Tanto que a Patrulha Ambiental da Guarda Municipal recolheu recentemente um ouriço, um jabuti, um gavião e até uma capivara em áreas de preservação da cidade. No sábado passado, um bugio foi avistado no bairro Sagrada Família. Na quinta-feira, um debilitado tucano foi encontrado no pátio da casa de uma moradora do Bela Vista e encaminhado ao GramadoZoo. Fácil também é avistar um grande número de caturritas em parques de Caxias, como a Lagoa do Rizzo.

— É a cidade que está invadindo cada vez mais o habitat desses animais e eles acabam se deslocando — acredita a diretora interina da Guarda Municipal, Rosângela Gerhardt.

O biólogo Micael Montemezzo concorda. E acrescenta que o fenômeno vai se tornar cada vez mais frequente à medida que os centros urbanos forem crescendo e houver a migração das pessoas:

— Adiciona-se a isso o desmatamento, as queimadas. Os animais possuem a necessidade de locomoção. E nas cidades eles também vão conseguir alimentos de forma mais fácil do que no seu habitat.

Cabe a nós interferir o mínimo possível na vida cotidiana dos bichinhos. Ao se deparar com um deles no quintal de casa, por exemplo, não tentar capturar ou "ajudar" o animal sem ter a devida experiência para isso já que não se sabe qual será o comportamento dele. A orientação é procurar por especialistas no assunto (veja gráfico). Também não existe a necessidade de alimentá-lo. 

Conforme Montemezzo, se não estiver machucado, o animal seguirá se deslocando para outro ambiente ou até mesmo voltar para o seu habitat. Ou seja, a interferência humana apenas causaria um estresse desnecessário.

Papagaio não é cão ou gato 

Ao contrário do que muitos pensam, pássaros silvestres, como papagaios, canários da terra ou qualquer outro animal da fauna brasileira não podem ser mantidos em ambientes domésticos. É crime, conforme a lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, com multas, muitas vezes, pesadas dependendo do delito. Costumeiramente, a Polícia Ambiental de Caxias do Sul (Patram) fiscaliza e investiga denúncias na região, que não são raras.

— A incidência é alta, principalmente de pássaros mantidos em cativeiro de forma ilegal. Não tenho um número exato, mas 90% dos papagaios que são apreendidos por aqui são trazidos de forma clandestina do Pantanal ou da Amazônia e comercializados por valores baixos — conta o 1º sargento da Patram, Cléber Albany Canci.

O responsável por manter espécies nativas em casa ou em um criadouro clandestino também responderá criminalmente. Canci salienta que se criou uma cultura de que é comum ter um bichinho, como o papagaio, em casa, da mesma forma como um gato ou um cachorro. 

— Até é possível, mas é obrigatório saber a origem do animal. É preciso comprar em um estabelecimento credenciado ao Ibama e terá que vir com documentação e anilha. Se não for assim, já foi criado um desequilíbrio na natureza.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Encontrei um animal silvestre no pátio da minha casa. O que eu faço?
Não tente remover o animal por conta própria. Algumas espécies podem ferir gravemente pessoas não treinadas para o manejo correto ou transmitir zoonoses, como a raiva. Também não manipule ou acaricie o animal ou o alimente para evitar o estresse.

Mas ele é tão bonitinho... Posso ficar com ele?
Não, você não pode ficar com ele. Manter em cativeiro ou cuidar de animais da fauna nativa brasileira sem licença de órgãos estaduais ou federais de meio ambiente é crime, previsto em lei.

E se ele estiver machucado?
Caso você encontre um animal debilitado e sem condições de retornar ao seu habitat por conta própria, deve-se acionar imediatamente a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma), responsável pelo recolhimento na cidade. A orientação é que seja preenchido um formulário no site da prefeitura, pelo link https://bit.ly/2Qig41l. Outra opção é abrir um protocolo pelo Alô Caxias, no telefone 156. Em último caso, a Polícia Ambiental (Patram) também pode ajudar pelo telefone (54) 3215.5531.

Leia também
Motorista de Serafina Corrêa morre após colidir carro contra árvores em Vespasiano Corrêa 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros