Galópolis: a entronização do Sagrado Coração de Jesus no Lanifício São Pedro em 1954 - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória08/01/2020 | 07h00

Galópolis: a entronização do Sagrado Coração de Jesus no Lanifício São Pedro em 1954

Homenagem foi prestada por funcionários da fábrica ao diretor João Laner Spinato

Galópolis: a entronização do Sagrado Coração de Jesus no Lanifício São Pedro em 1954 Acervo de Therezinha Spinato Bissaco / divulgação/divulgação
João Laner Spinato no momento em que colocava a imagem do Sagrado Coração em seu escritório Foto: Acervo de Therezinha Spinato Bissaco / divulgação / divulgação

Antigo gerente do Lanifício São Pedro e um dos moradores mais atuantes na comunidade de Galópolis entre os anos 1930 e 1970, João Laner Spinato é daqueles personagens cuja trajetória confunde-se com a do charmoso vilarejo grudado à BR-116 – e que também abriga o primeiro Museu de Território do sul do Brasil, inaugurado em 17 de agosto.

Entre tantas homenagens de cunho religioso, principalmente devido a seu empenho durante a construção da nova Igreja Matriz, inaugurada em 1947, destaca-se o tributo prestado por funcionários do lanifício em 7 de setembro de 1954. Foi quando houve a cerimônia de entronização do Sagrado Coração de Jesus em seu gabinete de trabalho, junto à fábrica.

Galópolis vista do Morro da Cruz em 1959 

Um raro registro fotográfico daquela cerimônia, mantido pela filha Therezinha Spinato Bissaco, 84 anos, traz, no verso, o texto original, escrito à mão pela equipe de colaboradores, há 66 anos.

"Exma. família de João Laner Spinato, digno gerente do Lanifício São Pedro. Viva Cristo! Nós, mestres, contramestres, auxiliares, operários, todos reunidos nos mesmos ideais, lhe oferecemos a Entronização do Sagrado Coração de Jesus no seu gabinete de trabalho, como prova de gratidão pelos inúmeros benefícios prestados por vossa senhoria como honrado gerente nos diversos setores, quer no trabalho, quer na nossa vida social, religiosa, recreativa e assistencial. Ao mesmo tempo, elevamos preces ao Sagrado Coração de Jesus, pedindo que conserve o nosso gerente João Spinato por muitos anos em nosso meio, na direção tão sábia e exemplar do Lanifício São Pedro. Galópolis, 7.9.1954."  

Abaixo, a mesma estrutura religiosa que abriga o Sagrado Coração, mantida até hoje na fábrica, atual Cootegal.

Leia mais:
Teatro no Cine Operário de Galópolis em 1947
Para recordar do Cine Operário de Galópolis
Galópolis antiga: no escurinho do cinema
Galópolis e a Cascata Véu de Noiva em 1948  
Fiação e tecelagem: Galópolis e os 75 anos de um sindicato
Edwige Galló no novo prédio do Banrisul em 1952   

Estrutura de madeira com o Sagrado Coração é mantida nas dependências da fábricaFoto: Rodrigo Lopes / Especial

Leia mais:
Galópolis: um museu a céu aberto
Museu de Território de Galópolis: uma viagem à infância
Museu de Território de Galópolis: um vínculo comunitário  
Instituto Hércules Galló e a família Schenk
Residência da família Spinato em Galópolis  
Martin Schenk no casarão de Hércules Galló  
Capitel de São Roque: uma tradição de Galópolis
Casarão da família Stragliotto, um símbolo de Galópolis
Família Rigon e os povoadores da Colônia Caxias
A trajetória da professora Ida Matté
Terceira Légua de Caxias em 1939 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros