Ana Rech: o Veraneio Bela Vista em 1948 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória25/01/2020 | 07h00Atualizada em 25/01/2020 | 07h00

Ana Rech: o Veraneio Bela Vista em 1948

Espaço era destino de centenas de moradores próximos e turistas de Porto Alegre, que buscavam a tranquilidade e o clima mais ameno da Serra

Ana Rech: o Veraneio Bela Vista em 1948 Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação/Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
O Hotel e Veraneio Bela Vista lotado de carros e hóspedes em 1948, quando já estava consagrado no roteiro de verão da Serra Foto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A estação do calor e o período de férias trazem à tona as lembranças de vários recantos de lazer do interior, como o Balneário Moschen, em Galópolis, e os veraneios Hampel e Blauth & Haupt, em São Francisco de Paula e Farroupilha, respectivamente. Entre tantos, impossível não mencionar o Bela Vista Parque Hotel. Um dos mais tradicionais da Serra, destino de milhares de famílias e centenas de personalidades nos últimos 70 anos, o hotel tem sua trajetória diretamente ligada à cultura da imigração italiana, ao bairro Ana Rech e, logicamente, a três gerações da família Basso.

Lembranças do Bela Vista Parque Hotel

Em meados dos anos 1920, o empresário José Basso teve a ideia de criar uma espécie de hospedaria familiar, para receber moradores próximos e turistas de Porto Alegre, que buscavam a tranquilidade e o clima mais ameno da Serra – as praias do Litoral Norte ainda era uma aventura distante.  Nascia aí o Veraneio Bella Vista (ainda escrito com dois "L"), inaugurado em 1927 em um amplo casarão de madeira na área central do bairro.

Com o tempo, o aconchego e o conforto do lugar começaram a atrair hóspedes de várias localidades vizinhas – eles chegavam de trem a Caxias e, posteriormente, eram transportados em uma clássica jardineira até as dependências do hotel. Conforme informações da leitora Diana Maria Gil, o ônibus, guiado por Liberato Fávero, transportava turistas e moradores e fazia o percurso do Hotel Bela Vista até Caxias do Sul, com passagem por Fazenda Souza  (fotos mais abaixo).

Com o negócio prosperando, poucos anos depois, na década de 1930, os filhos de José, Jacob (pai do falecido sócio-proprietário Cladimir Basso) e Jacintho Basso, lançaram-se em um novo empreendimento: a construção do Veraneio Bela Vista em um prédio de alvenaria, na área que posteriormente foi sofrendo diversas melhorias e ampliações, até se configurar na estrutura do Bela Vista Parque Hotel que conhecemos até hoje.

Nas imagens desta página, alguns momentos da trajetória do espaço. As imagens integram  o acervo do leitor Dirceu Soares e do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

Leia mais:
Os antigos verões no Clube Palermo
Antigos verões: o Balneário De Lazzer
Torres eternizada pela lendária Foto Feltes

Bela Vista Parque Hotel, em Ana Rech, em 1948
O prédio e a antiga jardineira que transportava os hóspedes (à direita)Foto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
Bela Vista Parque Hotel, em Ana Rech, em 1948
O acesso ao hotel pelas lentes do Studio Geremia, em 1948Foto: Studio Geremia / Acervo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami,divulgação
Em meados dos anos 1920, o empresário José Basso (avô de Cladimir) teve a ideia de criar uma espécie de hotel familiar, para receber moradores próximos e turistas de Porto Alegre que buscavam a tranquilidade e o clima mais ameno da Serra. Nascia aí o Veraneio Bella Vista (ainda escrito com dois L), inaugurado em 1927 em um amplo casarão de madeira na área central do bairro. Com o tempo, o aconchego e o conforto do lugar começaram a atrair hóspedes de várias localidades vizinhas _ eles chegavam de trem a Caxias e, posteriormente, eram transportados em uma clássica jardineira até as dependências do hotel (foto).
Ônibus Jardineira que transportava turistas e moradores próximos até o hotel, em meados dos anos 1940Foto: Acervo pessoal de Dirceu Soares / divulgação

Leia mais:
Veraneios de outros tempos…
Pé na tábua rumo ao Litoral
Dose dupla: Areias Brancas em 1954, Torres em 1964   

O hotel em 1952 

Abaixo, um anúncio do Bela Vista Parque Hotel publicado na edição de 7 de dezembro de 1952 no jornal Diário do Nordeste. Além da foto do Studio Geremia (a mesma que abre a matéria), a publicidade destacava os atrativos do lugar:

"A beleza da paisagem é um ninho para os noivos em lua-de-mel. A tranquilidade do hotel é um convite para o repouso e a recuperação física. O canto dos pássaros, em meio ao arvoredo denso, faz do Veraneio Bela Vista, em Ana Rech, um ponto ideal para um agradável fim de semana".

Foto: Diário do Nordeste / reprodução

Leia mais:
Família Comandulli nos primórdios de Rainha do Mar
Família Lucchese em Arroio do Sal em 1966
Paraíso: uma praia e um hotel em 1952 

Café colonial

Desde 2016 sob nova administração, o Bela Vista Parque Hotel também retomou a tradição do café colonial, servido sempre aos domingos, das 15h às 19h. 

Boate Villareggio

Outro espaço inesquecível localizado junto ao hotel foi a Boate Villareggio, mas esse é um assunto que recordaremos nas próximas colunas. Você possui fotos antigas, recordações ou curiosidades da boate? Envie para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Em 2014

Parte deste texto foi publicada originalmente na coluna Memória de 10 de julho de 2014, quando faleceu o sócio-proprietário Cladimir Basso.

Leia mais:
Um veraneio e um passeio a cavalo
As antigas guaritas salva-vidas do Litoral Norte
Família Fontana em Torres nos anos 1950 e 1960
Praia de Banhos de Torres em 1958
Fotos antigas de Torres pela colaboração dos leitores
Torres do médico Eduardo Festugato
Eduardo Festugato na Ilha dos Lobos
Torres: a nostálgica praia dos veranistas caxienses
Torres e o Hotel Sartori na década de 1940  

Confira outras publicações da coluna Memória
Acesse antigas publicações do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros