Prédio do Arquivo Histórico Municipal em 1979 - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória09/12/2019 | 07h00Atualizada em 09/12/2019 | 10h37

Prédio do Arquivo Histórico Municipal em 1979

Encontro desta segunda-feira recupera a história do movimento pela preservação, iniciado há 40 anos, e a trajetória do Arquivo Histórico no espaço desde 1996 

Prédio do Arquivo Histórico Municipal em 1979 Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / divulgação/divulgação
Manifestação em 1979, quando as más condições e o abandono quase puseram fim a um ícone da cidade Foto: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / divulgação / divulgação

Casa de Negócio de Vicente Rovea, Hospital Beneficente Santo Antônio, Hospital do doutor Carbone, velho Carbone… São várias as referências que identificam o famoso prédio da esquina da Av. Júlio de Castilhos com a Rua Humberto de Campos (outrora Gauchinha), no bairro de Lourdes. 

Neste 2019, quando são recordados os 40 anos do início da campanha de preservação do imóvel, em 1979, e os 20 de sua ocupação definitiva pelo Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, em 1999, um encontro protagonizado por diversos personagens dessa história ocupa novamente as dependências do "casarão rosa".

Será nesta segunda (9), a partir das 19h, com a presença do historiador Juventino Dal Bó (diretor do Departamento de Memória e Patrimônio Histórico do Município entre 1997 e 2004), da historiadora Maria Beatriz Pinheiro Machado (diretora do Arquivo entre 1997 e 2004 ), do arquiteto Paulo Bertussi e da ex-secretária da Cultura Tadiane Tronca, que viveram e participaram desta trajetória. Serão abordados temas como a campanha que salvou o prédio da demolição e as reformas e adaptações que permitiram a transferência da sede do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami _ para o local, no final da década de 1990.

– É o momento de recordarmos a trajetória da instituição, valorizando as pessoas que contribuíram com esta história e que colocaram a instituição entre os melhores e mais organizados arquivos municipais do país –  explica o atual gerente do Arquivo Histórico Municipal, Mário Tomazoni.

Na foto ao lado, uma manifestação pela preservação do prédio em junho de 1979. Segurando a faixa, em pé, da esquerda para a direita, estão Márcia Formolo Raug, uma pessoa não identificada, Eliana Maria Manfroi e Marilde Fonseca. Na frente, sentado, Bruno Segalla Filho.

Leia mais:
Calendário de Lourdes: rumo a uma história de 80 anos
Cripta do Santo Sepulcro na década de 1930
Zambelli & Locatelli: os detalhes do interior da Igreja do Santo Sepulcro
Memórias da Júlio: as histórias que rondam o velho casarão ao lado do Santo Sepulcro  


Agende-se

O que: colóquio "Patrimônio e Memória: 40 anos da campanha de preservação do prédio & 20 anos da ocupação pelo Arquivo Histórico"

Quando: nesta segunda (9), às 19h

Onde: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami (Av. Júlio de Castilhos, 318 - Lourdes)

Quanto: entrada franca 

Leia mais:
Lourdes, Zona Caipora e Bairro Guarani
Paróquia de Lourdes rumo aos 80 anos
Apostolado da Oração da Paróquia de Lourdes em 1948
Pórtico da Estrada Federal Getúlio Vargas em 1941  

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros