Crônicas de Natal #1: "quero ganhar uma família antes do dia 25 de dezembro" - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Especial02/12/2019 | 08h38Atualizada em 03/12/2019 | 14h14

Crônicas de Natal #1: "quero ganhar uma família antes do dia 25 de dezembro"

Mário Maggioni, juiz de Farroupilha, é o primeiro convidado do projeto do Pioneiro que traz histórias reais vivenciadas sob a mística deste período tão marcante no ano

Crônicas de Natal #1: "quero ganhar uma família antes do dia 25 de dezembro" Arte: Luan Zuchi/Arte: Luan Zuchi
"Papai Noel, só quero uma família muito especial!" Foto: Arte: Luan Zuchi / Arte: Luan Zuchi
Pioneiro
Pioneiro

Mário Maggioni, juiz de Farroupilha, é o primeiro convidado do Crônicas de Natal, projeto do Pioneiro que traz histórias reais carregadas de sonhos, alegrias e até mesmo decepções, vivenciadas sob a mística deste período tão marcante no ano. A série será publicada até o dia 25 de dezembro.

Leia mais
Crônicas de Natal #2: "foram muitas mãos para tornar realidade o sonho"

Confira a primeira crônica:

Sou juiz em Farroupilha. No dia 26 de novembro de 2018, recebi uma carta. Foi fato natalino marcante. Era uma nascente de pássaros. Há dimensões que transcendem. Carregava em si maninhos e maninhas. Era um elemento de afeto àqueles que precisam ser vistos. Tomara que a invisibilidade deixe de ser. 

O presépio é logo ali adiante. Pode ser um lugar simples, permeado de vacas e ovelhas. Tantas outras meninas e meninos falavam e falam por ela: 

 Dr. Mário

Bom, queria começar dizendo o quanto tempo estou na Casa Lar. Querido Dr. Mário, quero ganhar uma família antes do Natal. Moro aqui há 2 anos. Já vi muitas crianças indo embora. Por que eu tenho que sempre esperar um pouco mais? Sabe, Dr. Mário, não estou sozinha aqui. Tenho uma maninha. Bom, às vezes ela chora porque ela está com saudades de uma mãe que ela ainda nem conhece. Saudades de pai e mãe se transforma em choro. Muitas vezes eu já chorei... 

Queria arrumar um jeito de falar com você. Arrumei uma ajuda com a tia Bruna. Pensamos em fazer uma cartinha para ti e Papai Noel pedindo uma família muito especial para eu e minha maninha. Só quero uma família que me dê valor porque eu também serei uma menina boa. Talvez você não conheça minha irmã, mas ela é um doce. 

Agradeço sua atenção e que pense com amor no meu pedido de ajuda, pois amor de pai e de mãe fazem muita falta! 

 Obrigada!” 

Ouça o áudio da carta:

Esta carta valoriza. Tomara que eu, o Brasil e o mundo saibamos ver. Ninguém merece esperar um pouco mais, tanto, tanto. Saudade de pai e mãe se transforma em choro. Muitas vezes eu já chorei. Papai Noel, só quero uma família muito especial! 

A menina e sua mana foram adotadas três meses depois. Muitos outros esperam uma família. Em Farroupilha, na Casa Lar, há um adolescente de 15 anos esperando. 

Aceitam-se Josés e Marias! Pode ser carpinteiro, pastor de ovelhas, psicóloga, colhedor de uvas, dentista, médica, varredor de estrelas,  comerciário, bancária... Importam a dignidade, o afeto e o querer bem. Muitos, de um e do outro lado, esperam o presente mais doce. 

Papai Noel, oxalá, neste Natal, seja a vez do menino de 15 anos. 

Mário Maggioni, juiz de Farroupilha

*Crônicas de Natal é um projeto assinado por Adriano Duarte, Andressa Paulino, Juliana Rech, Luan Zuchi e Manuela Balzan.
*Vozes:  Maurício Reolon e Carolina Freitas

Leia também
Vencedores do Jornalista Por Um Dia são premiados em Caxias do Sul
Receitas Ilustradas #6: aprenda a fazer salmão crocante

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros