Encontro da família Cofferi em Garibaldi - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória12/11/2019 | 07h00Atualizada em 12/11/2019 | 07h00

Encontro da família Cofferi em Garibaldi

Sexta edição ocorre neste sábado reunindo descendentes dos pioneiros Tommaso Cofferri e Pasqua Pagani Cofferri

Encontro da família Cofferi em Garibaldi Acervo de família / divulgação/divulgação
Gioanna Cofferi (à direita, ao lado do marido Lourenzo Tombini), durante uma reunião de família nos primórdios do século 20 Foto: Acervo de família / divulgação / divulgação

Descendentes dos pioneiros imigrantes italianos Tommaso Cofferi e Pasqua Pagani Cofferi voltam a se reunir. Espalhados por diversas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Espírito Santo, eles participam do 6º Encontro da Família Cofferi neste sábado, dia 16, na Associação dos Veteranos, em Garibaldi.  

O encontro da família Cofferi em 2015

A trajetória da família no Brasil remete a janeiro de 1877, quando Tommaso, a esposa Pasqua e os seis filhos saíram da comuna de Fara Olivana con Sola, na província de Bergamo, região da Lombardia, rumo ao porto de Gênova. O sonho de "fazer a América", porém, foi pontuado por uma série de imprevistos. 

Durante a viagem, nasceu a sétima filha do casal, Maria (Marieta), registrada brasileira. Na sequência, a mãe Pasqua adoeceu, provavelmente devido às precárias condições de higiene e infraestrutura do navio. Desembarcada no Porto de Paranaguá em 1º de abril de 1877, conforme carimbo no verso do passaporte familiar, Pasqua acabou falecendo menos de dois meses depois, em 28 de maio, no hospital da cidade paranaense.

Toda essa história foi descoberta em 2007, após a realização do primeiro encontro da família. Na época, o bisneto Ático Fassini buscou informações junto ao Livro de Registros de Óbitos de 1877 na Cúria Diocesana de Paranaguá. Os dados identificavam a bisavó como "Páscula Conferi, italiana, casada, marido ignorado e sepultada extra muris" (como indigente). 

Após o falecimento da matriarca, Tommaso e os sete filhos foram obrigados a seguir viagem, desembarcando primeiramente no porto de Rio Grande. De lá, em embarcações menores, seguiram até Porto Alegre e Montenegro. O destino, após dias de percurso pela mata fechada e com bagagens carregadas muitas vezes nas costas, era a antiga colônia de Conde D'Eu (atuais municípios de Garibaldi e Coronel Pilar). 

Foi onde os Cofferi receberam o lote nº 85, na Linha Figueira de Melo. O título definitivo das terras chegou 10 anos depois, em 1887.

Leia mais:
A trajetória da família Fistarol em livro
Encontro da família Chies em Carlos Barbosa
Morre, aos 91 anos, Elite Gianella Tonolli, filha de Matteo Gianella

O casamento de Olivo Cofferi. Ao lado dele, Anibal Cofferi, filho mais velho do imigrante Pascoal CofferiFoto: Acervo de família / divulgação

Morte em 1907

Após o falecimento da esposa Pasqua,Tommaso Cofferi nunca mais casou. Ele faleceu em 4 de junho de 1907, aos 78 anos. Os sete filhos tiveram os seguintes casamentos: Tereza com Giuseppe Cenati; Gioanna com Lourenzo Tombini; Pascoal com Catarina Soldati; Stefano com Dosolina Ferrari; Luigi com Lucrécia Tirloni; Angelo com Inocenta Scapini: e Maria (Marieta) com Giuseppe Barili.

Conforme a organização, o número de descendentes espalhados pelo Brasil chega a 3 mil pessoas. Na imagem que abre a matéria, uma reunião da família da imigrante Gioanna (Joana) Cofferi (à direita, ao lado do marido Lourenzo Tombini). Acima, o casamento de Olivo Cofferi. Ao lado dele, Anibal Cofferi, filho mais velho do imigrante Pascoal Cofferi.

Leia mais:
Família Molon celebra as origens italianas
A família de Sisto Echer em Santa Lúcia do Piaí  
Encontro dos descendentes de Ciro Rech e Rosina Bisol  

O brasão da família CofferiFoto: Acervo de família / divulgação

Grafias

Assim como centenas de nomes italianos, as grafias registradas a partir da chegada dos imigrantes ao Brasil varia bastante. No caso dos Cofferi existem as versões Cofferri, Coferri, Coferre, Confere e Cufere. Em inúmeros recibos consta o nome Cufferi Thomaso (com Th).Nos registros de nascimento de dois filhos em Fara Olivana consta Cofferri. No passaporte aparece Coferri e, na entrada no Brasil, Cufferi. 

Participe

Informações desta página são uma colaboração da leitora Dolores Wiesel Cofferi. Você possui fotos antigas de família ou está organizando algum encontro de descedentes? Envie as imagens, acompanhadas de um breve histórico, para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Leia mais:
Encontro da família Parisotto em Bento Gonçalves
Encontro da família Fontana na Paróquia São José
Encontro da família Devenz em Nova Pádua
Encontro da família Sirena na 5ª Légua
Encontro dos descendentes de Carlos e Maria Webber
Encontro da família Venzon em Farroupilha  

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros