A infância no Foto Studio Beux - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória07/10/2019 | 07h00Atualizada em 07/10/2019 | 07h00

A infância no Foto Studio Beux

Desenho do "fotógrafo" acompanhava o slogan, a placa da loja e as carteirinhas de plástico das poses 3x4

A infância no Foto Studio Beux Reprodução / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Reprodução / Agência RBS / Agência RBS

Abrindo a semana do Dia da Criança, trazemos um símbolo lembrado até hoje por quem, entre 1964 e 1995, teve a infância registrada no lendário Foto Studio Beux. Falamos do desenho do "fotógrafo" que acompanhava o slogan, a placa da loja e as carteirinhas de plástico onde as clássicas poses 3x4 eram acondicionadas e entregues aos clientes.

Na reprodução acima, um anúncio publicado no extinto semanário Caxias Magazine, em 1969. Foi um ano após o fundador, o fotógrafo Antonio Bartholomeu Beux, transferir o negócio para a Rua Marechal Floriano, 834, entre a Avenida Júlio de Castilhos e a Rua Sinimbu – endereço que ficaria eternizado na memória coletiva da cidade.

Abaixo, um registro de 1965 da vitrine do primeiro estúdio – destacando crianças, óbvio. Inaugurado em 7 de setembro de 1964, o laboratório funcionava junto ao casarão reformado da antiga Pensão Beux, na Rua Os Dezoito do Forte, 1.562, ao lado das escadarias do Parque dos Macaquinhos.

Leia mais:
Antonio Beux: a neve na escadaria do Parque dos Macaquinhos em 1965
Instantes e tempos eternizados: a trajetória dos fotógrafos de Caxias do Sul de 1885 a 1960  
Jacob Kappes: entre agulhas e fotografias
O interior pelas lentes do fotógrafo Valério Zattera
A trajetória do fotógrafo Giovanni Batista Serafini
Sisto Muner e a construção da Igreja Matriz de Galópolis em 1947  

Crianças eternizadas na vitrine do Studio Beux em 1965Foto: Foto Studio Beux / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

Leia mais:
Casamento de Reno Mancuso em 1941
Caxias pelas lentes do fotógrafo Reno Mancuso
Mauro De Blanco e o Inferno de Dante em 1952
Para recordar do Studio Geremia
Studio Geremia: parceiro da coluna Memória
Studio Tomazoni e a inauguração do Monumento ao Imigrante em 1954
Livro O Instante e o Tempo: uma cidade, múltiplos olhares 

Confira outras publicações da coluna Memória
Acesse conteúdos antigos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros