Prêmio RBS de Educação terá novidades nesta sétima edição - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Inspiração01/08/2019 | 09h49Atualizada em 01/08/2019 | 09h49

Prêmio RBS de Educação terá novidades nesta sétima edição

Reconhecimento a iniciativas em sala de aula para incentivar a leitura abre hoje período de inscrições

Prêmio RBS de Educação terá novidades nesta sétima edição Carlos Macedo / Agência RBS/Agência RBS
Finalista em 2018, a professora Danieli Biolchi (E), de Ijuí, com a colega Marli Schiavo, destaca importância da premiação Foto: Carlos Macedo / Agência RBS / Agência RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

Começam nesta quinta-feira (1) as inscrições para a sétima edição do Prêmio RBS de Educação – Para Entender o Mundo. Idealizada pela Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e pelo Grupo RBS, a premiação destaca iniciativas desenvolvidas em sala de aula para incentivar a leitura no Estado. Neste ano, o prêmio terá novidades.  

Além dos Cadernos de Replicação, uma espécie de cartilha com o passo a passo das ações desenvolvidas pelos projetos finalistas e vencedores da edição passada, cada um dos 20 finalistas neste ano será presenteado com um kindle, os vencedores do voto popular receberão premiação em dinheiro, haverá nova parceria com a Feira do Livro de Porto Alegre e, em conjunto com a editora LPM, cada escola que ficar em primeiro lugar receberá 200 livros. 

— Sabemos que a falta de acervo (literário) é um dos principais problemas enfrentados pelas escolas na hora de construir e planejar projetos. Esta nova premiação também é uma forma de valorizarmos a instituição como um todo — explica Amaralina Xavier, consultora de Comunicação e Projetos Sociais da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho.

De acordo com Amaralina, o prêmio dá visibilidade a educadores que, diariamente, fazem a diferença entre as quatro paredes da sala de aula e que nem sempre têm seu trabalho e impacto reconhecidos. A meta é inspirar outros docentes e multiplicar as práticas vencedoras.

Cada finalista receberá R$ 1 mil

Os projetos inscritos serão avaliados em duas etapas. A primeira, feita pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Serão levados em consideração quesitos como contexto, inteligibilidade, pertinência, organização, profundidade, multiletramento, adequação, linguagem e resultados. Os 40 projetos mais bem pontuados passarão para a segunda etapa, quando serão selecionados os 10 finalistas de cada categoria, os vencedores e as menções honrosas. 

Classificada entre os 20 melhores projetos da edição 2018, a professora de História Danieli Biolchi, 34 anos, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Centenário, de Ijuí, garante que se inscreverá novamente. No ano passado, ela concorreu com um projeto de releitura em literatura de cordel de três livros que abordavam o tema Segunda Guerra Mundial, realizado interdisciplinarmente com a professora de português Marli Schiavo. Os estudantes do nono ano participaram da experiência. 

Nesta edição, os 22 estudantes da atual turma do nono ano da Centenário estão preparando o novo projeto proposto por Danieli. Para a professora, participar do Prêmio RBS de Educação foi uma realização para toda a comunidade escolar, que fica numa área periférica da cidade.

— A inscrição no prêmio deu uma oportunidade única aos 19 estudantes participantes do projeto. Depois do processo de elaboração e da classificação, eles tiveram a chance de conhecer Porto Alegre e de participar da Feira do Livro apresentando o trabalho. Foi um momento ímpar na vida deles, pois conseguiram entender que estudar proporciona realização. Ver os olhos deles brilhando no palco da feira foi o melhor prêmio que poderia ter recebido enquanto educadora, foi lindo e emocionante — comenta a professora.

Nesta edição, cada finalista que não for ganhador de primeiro, segundo ou terceiro lugar receberá R$ 1 mil. Este prêmio pode ser cumulativo com a Menção Honrosa e com o Voto Popular. Os nomes dos finalistas serão divulgados no final de outubro, e os dos vencedores, no mês seguinte, em evento a ser realizado na Feira do Livro de Porto Alegre.

Saiba mais sobre a edição 2019

7ª Edição do Prêmio RBS de Educação

  • Inscrições: de 1º de agosto a 12 de setembro, pelo site oficial, clicando aqui
  • Categorias: Escola Pública e Escola Privada
    Menções honrosas para projetos que por meio da leitura debatam temas como Meio Ambiente, Cidadania, Gênero, Raça e Inclusão (Acessibilidade).
  • O site do prêmio também tem uma linha formativa, que oferece gratuitamente um curso online sobre Mediação de Leitura, destinado a profissionais que queiram aperfeiçoar suas práticas em sala de aula ou pessoas que queiram aprender sobre a prática. 
  • A ferramenta traz informações sobre leitura e sobre o papel do mediador, apresentando estratégias de mediação para que todos os interessados possam refletir sobre as ações que desenvolvem, tendo subsídio para aprimorá-las.

A premiação

  • Escola pública
    1º lugar: R$ 5 mil + 200 livros
    2º lugar: R$ 3 mil
    3º lugar: R$ 2 mil
    Finalistas: R$ 1 mil
    Voto popular: R$ 1 mil + entrada no Fronteiras do Pensamento
  • Escola privada
    1º lugar: R$ 5 mil + 200 livros
    2º lugar: R$ 3 mil
    3º lugar: R$ 2 mil
    Finalistas: R$ 1 mil
    Voto popular: R$ 1 mil + entrada no Fronteiras do Pensamento

As cinco menções honrosas escolhidas pelo júri técnico receberão, cada, R$ 1 mil. Cada um dos 20 finalistas será presenteado com um kindle.

Como acessar os Cadernos de Replicação

  • Os Cadernos de Replicação podem ser acessados gratuitamente no site do Prêmio RBS de Educação, neste link.
  • É possível baixar o compilado sobre os 20 projetos finalistas da edição de 2018 do prêmio e também conferir o caderno específico de cada iniciativa.
  • Qualquer pessoa pode ter acesso ao conteúdo, basta inserir o nome completo e um e-mail de identificação antes de baixar o material.
 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros