Apesar de lei em vigor, prefeitura de Caxias ainda não recolheu nenhum carro abandonado - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Em 10 meses22/08/2019 | 13h50Atualizada em 22/08/2019 | 13h50

Apesar de lei em vigor, prefeitura de Caxias ainda não recolheu nenhum carro abandonado

Município ainda precisa contratar empresa que fará o encaminhamento da sucata

Apesar de lei em vigor, prefeitura de Caxias ainda não recolheu nenhum carro abandonado Félix Zucco/Agencia RBS
Caxias do Sul tem cerca de 80 veículos abandonados nas ruas Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

A lei que autoriza o poder público de Caxias do Sul a recolher veículos abandonados está regulamentada desde outubro de 2018 mas, até hoje, nenhuma sucata recebeu destinação final. A cidade tem cerca de 80 veículos nesta situação, conforme mapeamento da Secretaria de Trânsito.

Segundo o secretário Cristiano de Abreu Soares, os recolhimentos ainda não tiveram início porque o município precisa contratar uma empresa recicladora, que dará encaminhamento adequado às peças. A parceria precisa ser realizada por meio de uma licitação, que não tem prazo para ser lançada. Um dos principais motivos é que não existem empresas do tipo em Caxias do Sul.

— Já procuramos outras cidades para verificar como funciona, e muitas também têm dificuldades. Caxias vai ter que ser pioneira no Estado — revela Soares.

Leia mais
Caxias do Sul tem ao menos 40 veículos abandonados em vias públicas
Caxias do Sul tem cerca de 80 veículos abandonados nas ruas

Embora a regulamentação com os procedimentos a serem cumpridos só tenha sido publicada em outubro de 2018, a atual legislação foi aprovada em dezembro de 2017. Ela substituiu outra lei com o mesmo objetivo, que havia entrado em vigor dois anos antes, mas nunca foi regulamentada e era considerada superficial.

Pelas regras atuais, quando a população identificar algum veículo que possa estar abandonado, deve acionar a fiscalização de trânsito pelo telefone 118. O fiscal vai até o local e aplica um adesivo. A partir disso, começa a contar o prazo de 30 dias, caso o veículo tenha placa, ou de 15 dias, caso não tenha. 

Passado o prazo, se o carro ainda estiver no ponto, ele é considerado abandonado e é aberto um processo para a remoção. Durante a tramitação, são realizados laudos e anexadas fotos e documentos do veículo. O proprietário também é procurado para ser informado do processo, que dura cerca de 60 dias.

Se o proprietário não for localizado e o veículo permanecer na rua após os dois meses, ele é recolhido e encaminhado para a reciclagem. É esse trabalho que precisará ser realizado pela empresa que será contratada. A remuneração será a própria venda do carro como sucata.

Atualmente, veículos abandonados são recolhidos somente se estiverem estacionados irregularmente. Nesse caso, a remoção é realizada por guinchos credenciados e encaminhados para depósitos do Detran com base nas regras de infração previstas no Código de Trânsito. 

Leia também
Estado avalia concessão de 15 anos para o aeroporto Hugo Cantergiani, em Caxias
Economistas apontam que retomada efetiva da economia deve começar a partir de 2020
Médico acha difícil idoso ter ficado mais de 40 horas em mata, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros