Motoristas demonstram cautela no primeiro dia após desligamento dos pardais nas rodovias gaúchas - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Trânsito21/07/2019 | 18h10Atualizada em 21/07/2019 | 18h10

Motoristas demonstram cautela no primeiro dia após desligamento dos pardais nas rodovias gaúchas

Nas estradas da Serra, 10 pardais foram desativados na ERS-122 e RSC-453. Saiba quais foram os pontos que perderam a fiscalização fixa

Motoristas demonstram cautela no primeiro dia após desligamento dos pardais nas rodovias gaúchas Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Reportagem conferiu o fluxo nos trechos próximos aos pardais que foram desligados na região Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

No primeiro dia após o desligamento dos pardais nas rodovias gaúchas, a reportagem do Pioneiro percorreu alguns pontos da ERS-122 e da RSC-453 (Rota do Sol), onde ficam 10 pontos que perderam o equipamento de fiscalização fixa, para verificar como condutores reagiram à retirada dos radares. 

Leia mais
Com fim de contrato, rodovias da Serra ficarão sem pardais: confira os pontos
Pardais estão sendo desligados: confira quais estão nas rodovias da Serra 

Em observações de 15 minutos em cada ponto, percebeu-se que a maioria dos motoristas respeitou o limite de velocidade indicado, muitas vezes chegando a pisar no freio. A reportagem também observou, nas duas rodovias, a presença de policiais rodoviários agindo na fiscalização, com e sem radares móveis. 

Comerciante de frutas e batatas em um caminhão estacionado na beira da ERS-122, próximo ao Campus 8 da UCS, Leandro Petry acredita que é importante manter os equipamentos na estrada, mesmo que desligados, como um alerta sobre o limite de velocidade e também sobre a possível fiscalização por radares móveis:

— Eu acho que muitos motoristas nem sabem que os pardais foram desligados. Ainda reduzem, passam a 50, 60 quilômetros por hora. Para que alguém exceda o limite de velocidade, acho que só se tirassem os equipamentos. Por isso é importante mantê-los — destaca o comerciante.

O desligamento dos radares ocorreu entre quinta-feira e sábado, devido ao enceramento do contrato da empresa que administrava os equipamentos de monitoramento de velocidade dos veículos com o governo do Estado.

 OS TRECHOS NA REGIÃO 

ERS-122
:: São Sebastião do Caí: km 18, na entrada da cidade, sentido Porto Alegre
:: Bom Princípio: km 28, perto do acesso ao bairro Santa Terezinha, sentido São Sebastião do Caí
:: Farroupilha: km 47, trecho conhecido como Curva da Morte, no limite com São Vendelino
:: Caxias do Sul: km 67, logo após a entrada para o Campus 8 da UCS, sentido Farroupilha ERS-324
:: Casca: km 252, a 10 quilômetros da zona urbana, sentido Casca-Nova Prata

RSC-453
:: Carlos Barbosa: km 86, a 5 quilômetros da zona urbana, em direção a Boa Vista do Sul
:: Farroupilha: km 109, perto da ponte sobre o Rio Buratti Rota do Sol (RSC-453)
:: Caxias do Sul: km 167, dois quilômetros após o acesso à Vila Seca, sentido Caxias-São Francisco de Paula
:: Lajeado Grande: km 210, a 10 quilômetros da sede do distrito, em direção ao Litoral
:: São Francisco de Paula: km 230, entre as localidades da Várzea do Cedro e Tainhas

 Leia também
Aproveite o domingo de sol: a semana será de muita chuva na Serra
Por semana, mais de 800 pacientes faltam a atendimentos em postos de saúde em Caxias do Sul
Motociclista sem habilitação é preso por embriaguez em Farroupilha 

 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros