Encontro da família Ruivo em Cambará do Sul - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória09/07/2019 | 07h00Atualizada em 09/07/2019 | 07h00

Encontro da família Ruivo em Cambará do Sul

Descendentes de Manoel Joaquim da Silva Ruivo e Brazilícia Ribeiro de Almeida reúnem-se no próximo dia 20 de julho

Encontro da família Ruivo em Cambará do Sul Acervo de família / divulgação/divulgação
O casal Manoel Joaquim da Silva Ruivo e Brazilícia Ribeiro de Almeida Foto: Acervo de família / divulgação / divulgação

Descendentes diretos dos imigrantes portugueses Manoel Joaquim da Silva Ruivo (1870-1928) e Brazilícia Ribeiro de Almeida (1881-1933) promovem seu segundo encontro no próximo dia 20, na Sociedade Recreativa XV de Março, em Cambará do Sul.

Oriundos de Coimbra e Lisboa, eles aportaram em solo gaúcho por ocasião do beneplácito do governo imperial brasileiro, povoando inicialmente o litoral norte do Estado e disputando o território com os espanhois e nativos que aqui viviam (os povos jê, guarani e pampiano).

Manoel Joaquim e Brazilícia (foto ao lado) se fixaram nos Campos de Cima da Serra, mais precisamente no 3º Distrito de Bom Jesus, hoje São José dos Ausentes, onde criaram os três filhos: José da Silva Ruivo (1892-1974), Antoninho Ruivo (1896-1932) e Flordelíseo Manoel da Silva (1903-1972). 

Sobrenome ou apelido

O registro do sobrenome Ruivo também carrega algumas curiosidades. Após a criação da primeira Constituição Republicana (1891), o Estado brasileiro, agora laico, deixou de dar validade aos assentamentos da Igreja Católica como únicos documentos oficiais válidos para as pessoas naturais, passando então essa tarefa ao Registro Civil Público. 

Por vezes, alguns novos cartórios resistiam em fazer constar o sobrenome Ruivo, por entender se tratar de um apelido de família,  fazendo referência à característica física – razão pela qual alguns descendentes não levam o sobrenome, ainda que sabidamente pertencentes a essa linhagem. 

É a "parentela ruiva" elucidando fatos históricos e agregando ainda mais descendentes à família.

Contatos

O evento de 20 de julho deve reunir mais de uma centena de familiares e amigos em um almoço de confraternização, com exposição de fotos e documentos e, claro, animado fandango. Contatos com Odilon Fagundes da Silva pelo e-mail odilonfagundes@gmail.com ou pelo telefone (51) 99668.4368. São aguardados descendentes espalhados pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso. 

Parceria

Informações desta página foram publicadas originalmente na coluna Almanaque Gaúcho, do colega Ricardo Chaves, de Zero Hora.

Participe

Você possui fotos antigas de família ou está organizando algum encontro de descendentes? Envie as imagens, acompanhadas de um breve histórico, para o e-mail do alto da página. 

Leia mais:
Encontro da família Tonolli
Encontro da família Conte em Mato Perso
Família de João Communello em Santa Lúcia do Piaí
Encontro da família Soldatelli em São Marcos 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros