Quem são os mortos em capotamento entre Farroupilha e Garibaldi - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Tragédia02/05/2019 | 17h26Atualizada em 02/05/2019 | 17h26

Quem são os mortos em capotamento entre Farroupilha e Garibaldi

O grupo de amigos que estava no C4 teria se formado no futebol amador

Quem são os mortos em capotamento entre Farroupilha e Garibaldi Reprodução/
Jordi Gomercindo da Silva e Luiz Guilherme Oliveira de Assis estavam na carona do C4 Foto: Reprodução

O futebol parece ser a ligação entre os quatro amigos que estavam no Citroen C4 que capotou na VRS-813, entre Garibaldi e Farroupilha, na madrugada desta quinta-feira (2). Luiz Guilherme Oliveira de Assis, 22 anos, foi encontrado ao lado do automóvel e não resistiu aos ferimentos. Jordi Gomercindo da Silva, 25, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O motorista de 25 anos não sofreu ferimentos e o outro passageiro de 27 anos recebeu alta médica no final da manhã.

Leia mais:
Jovens mortos em capotamento na VRS-813 serão velados em Farroupilha

Morador do interior de Farroupilha, Luiz Guilherme Oliveira de Assis, 22, se formou na Escola Estadual Julio Mangoni e, há um ano, trabalhava como matrizeiro na Grendene. O seu sonho, contudo, era seguir os passos do pai Claudiomiro de Assis, 45, como caminhoneiro.

— Ele era muito ligado com toda a família. Era muito alegre e sempre estava rindo e brincando. Gostava de carro baixo e passava bastante tempo com o carro dele. E gostava de viajar — lembra a mãe Oracilia de Oliveira de Assis, 43 anos.

No C4, Luiz acompanhava o irmão Uiliam de Oliveira de Assis, 27, que sofreu ferimentos leves e recebeu alta médica na manhã desta quinta-feira. A família acredita que o grupo de amigos foi formado no futebol.

— Conhecia os outros dois (tripulantes do C4) de vista. O Luiz não jogava, mas ia para assistir o irmão — conta Oracilia. Luiz Guilherme também deixa uma namorada, com quem se relacionava desde agosto de 2015.

O futebol era a paixão que Jordi Gomercindo da Silva, 25, tentava passar para o filho de seis anos. Conhecido como Tibica, o servente era casado e e trabalhava com construção civil.

— Tenho três filhos e ele era o mais novo, o meu nenê. Era uma pessoa muito querida e que tinha facilidade de fazer amizades onde fosse. Era apaixonado por futebol desde criança, torcia pelo Grêmio e jogava em times de futebol amador do bairro e de Caxias do Sul — lembra a mãe Julice Costa da Silva, 51.

De acordo com a família, Silva era amigo de longa data do motorista do C4. O velório acontecerá na Capela Mortuária Nossa Senhora Consoladora, bairro Industrial, onde o servente morava. O sepultamento está marcado para as 9h de sexta-feira, no Cemitério Público do município.

A cerimônia de despedida de Luiz Guilherme acontece na Capela Mortuária de São Marcos, distrito de Farroupilha. O sepultamento será as 9h30min de sexta-feira no cemitério da mesma comunidade.

Motorista alega que desviou de caminhão

O acidente aconteceu pouco depois da 1h30min desta quinta-feira (2). Os quatro amigos retornavam para Farroupilha pela VRS-813 quando o Citröen C4 saiu da pista e capotou. Na rodovia, não foram encontradas marcas de frenagem. Aos patrulheiros rodoviários, o motorista teria alegado que foi desviar de um caminhão, que teria bloqueado a sua preferencial, e perdeu o controle do automóvel.

Conforme a ocorrência, o motorista recusou a fazer o teste do etilômetro e foi apresentado na delegacia. Em princípio, ele não apresentava sintomas de embriaguez e o delegado de plantão decidiu apenas pelo registro do acidente.

Leia também:
Guardas protestam por criação de lei e querem ser recebidos pelo prefeito Daniel Guerra
Maior escola de Farroupilha fecha secretaria por falta de servidores

->
 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros