Após atualização de contrato, estradas da Serra recebem pintura e roçada - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Sem asfalto20/05/2019 | 13h08Atualizada em 20/05/2019 | 13h08

Após atualização de contrato, estradas da Serra recebem pintura e roçada

Rodovia dos Romeiros e RSC-453 receberam manutenção na última semana

Após atualização de contrato, estradas da Serra recebem pintura e roçada André Fiedler / agência RBS/agência RBS
Rodovia dos Romeiros e RSC-453 receberam manutenção na última semana Foto: André Fiedler / agência RBS / agência RBS

Apesar dos persistentes buracos, parte das rodovias da Serra recebeu obras de manutenção na última semana. O trabalho ocorreu na Rodovia dos Romeiros, entre o trevo da Santa e o Santuário de Caravaggio, com o reforço na pintura, e na RSC-453, em Caxias do Sul, com roçada próximo do acesso ao bairro Desvio Rizzo.

Leia mais
Pavimentação deteriorada, buracos e mato alto tomam a ERS-122 e a RSC-453 na Serra

Os reparos foram viabilizados a partir de contratos de conserva e sinalização, que o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) mantém para a área de abrangência da 2ª Superintendência Regional, com sede em Bento Gonçalves. O contrato de conserva chegou a ser paralisado entre o fim do ano passado e o início deste ano para a realização de um aditivo (atualização de valores). A parceria prevê a manutenção geral da estrada, incluindo reparos no asfalto. Por enquanto, porém, o Daer não prevê tapa-buracos porque o Estado segue sem recursos para a compra de asfalto, que é fornecido às empreiteiras contratadas. Já a sinalização é realizada por meio de um contrato à parte.

Conforme o órgão, já foram solicitados recursos à Secretaria da Fazenda para a recuperação asfáltica, mas o dinheiro ainda não foi liberado. O Daer chegou a iniciar negociações com as empresas contratadas para que elas viabilizassem o fornecimento de asfalto e fossem ressarcidas posteriormente. Essa solução foi adotada, por exemplo, na reformulação do trevo de acesso à Fazenda Souza, na Rota do Sol, em Caxias, o que permitiu a retomada das obras. Nas estradas, porém, o Estado ainda depende da compra direta.

Conforme o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, seriam necessários R$ 20 milhões por mês para retomar as obras paralisadas e realizar manutenção nas rodovias estaduais. Diante do impasse, a prefeitura de Farroupilha pediu autorização ao Daer para realizar reparos na ERS-122 e na RSC-453, nos trechos que passam pelo município. As obras começaram na última sexta-feira (20) e tem conclusão prevista para os próximos dois meses.

Leia também
Feirão de emprego do Sine segue até o fim da semana em Caxias do Sul
Dejetos de porcos geram toda a luz de granja em Carlos Barbosa 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros