Encontro dos formandos de 1963 do Senai - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória09/04/2019 | 07h30Atualizada em 09/04/2019 | 07h30

Encontro dos formandos de 1963 do Senai

Turma de Ajustadores Mecânicos reúne-se neste sábado, no restaurante da CIC Caxias

Encontro dos formandos de 1963 do Senai Foto Real / Acervo pessoal de Assis dos Reis, divulgação/Acervo pessoal de Assis dos Reis, divulgação
A turma de formandos em Ajustagem Mecânica no pátio do Senai em 1963 Foto: Foto Real / Acervo pessoal de Assis dos Reis, divulgação / Acervo pessoal de Assis dos Reis, divulgação

A turma de formandos em Ajustagem Mecânica do Senai em 1963 promove neste final de semana mais um encontro para recordar daqueles tempos. Será no sábado, dia 13, durante um almoço no restaurante da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul. 

Naqueles primórdios do Senai Nilo Peçanha, surgido em Caxias em 1944, os alunos podiam optar por uma das quatro aprendizagens técnicas oferecidas: ajustagem mecânica, marcenaria, tornearia e eletricidade. Na imagem acima, um registro da turma de "Mecânicos Ajustadores", enviado pelo "formando" Assis Augusto dos Reis, 73 anos, no dia da solenidade.

Estão ali Claudio Biasio, João Teixeira, Marino Pelizzaro, Raul Weber, Ademir Lovatto, Henrique Pacheco, Rubens Herbst, Remo Lucian, Sadi Ruzzarin, Roberto Pagnoncelli, Ivan Scotti, Orfeu Zaniol, Osmar Camargo, Isolino da Silva, Hélio Massens, Heraldo Molina, Anaro Paim, Assis dos Reis, Namur Sobrosa, Daury Pereira e Evilázio Barbosa – Roberto Marchioro não participou da foto. 

Leia mais:
Oficina de Marcenaria do Senai em 1951
Formatura do Senai em 1965
Louseno Menegotto, o organista da Catedral Diocesana  

Depoimento

Seu Assis dos Reis, inclusive, enviou um relato sobre aquela época:

“Anos 1960. Após uma seleção prévia, estávamos aptos para fazer parte do currículo desta escola. Foi um período de grandes conquistas, pois o curso nos possibilitava ingressar no mercado de trabalho, com uma profissão na mão, ordem, disciplina e os ensinamentos que nos formaram para o bom saber. Nesta escola, constituímos uma família de colegas e procuramos nos encontrar no dia de hoje – aos que não estão presentes, brindamos em pensamento – e dizer que a vida não poupou nenhum de nós. Envelhecemos com o passar dos anos, mas os nossos espíritos são os mesmos daquela época. Temos certeza de que ao passarmos em frente à escola e pararmos, nossos pensamentos aflorarão e uma onda de ternura tomará conta de nós, pois este período de nossa vida nos enobrece até hoje. Aos queridos mestres, presentes e não presentes, obrigado pela dedicação, os vossos ensinamentos e a vossa conduta para o bem do nosso desenvolvimento pessoal.”

Leia mais:
Formatura dos contadores do Carmo em 1948
Formandos de Contabilidade do Carmo em 1965
Formatura do ginásio do Colégio Santo Antônio em 1966
Chegada dos moldes do Monumento ao Imigrante à Maesa em 1953
Maesa e as portas de bronze da Basílica de Belém do Pará em 1959
Maesa e a Praça Monteiro Lobato em 1953 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros