Encontro da família Facchin em São Marcos da Linha Feijó - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória03/04/2019 | 07h30Atualizada em 03/04/2019 | 12h32

Encontro da família Facchin em São Marcos da Linha Feijó

Descendentes de Bortolo Luiz Facchin e Erminia Felipi Facchin se reúnem neste domingo, dia 7

Encontro da família Facchin em São Marcos da Linha Feijó Studio Geremia, acervo de família / divulgação/divulgação
Bortolo Luiz Facchin e Erminia casaram em 15 de janeiro de 1930 Foto: Studio Geremia, acervo de família / divulgação / divulgação

São Marcos da Linha Feijó, interior de Caxias do Sul, sedia neste domingo (7) o encontro de uma das famílias pioneiras da localidade. Falamos do Facchin, que promovem sua segunda reunião festiva homenageando o casal Bortolo Luiz Facchin e Erminia Felipi Facchin – foi na comunidade que seu pai, Luiz, e seu avô, também chamado Bortolo, além de seus tios e primos, se fixaram, em 1885.

Bortolo Luiz, filho caçula do professor Luiz Facchin, nasceu no Brasil no dia 15 de julho de 1908. Conforme pesquisas do descendente Jeverson Facchin, bisneto de Luiz, na comuna de Sovramonte, localizada na província italiana de Belluno, havia mais de uma família com o sobrenome Facchin, pois esse termo estava atrelado a uma profissão. 

– Ainda hoje, principalmente nas três das principais localidades da comuna, Servo, Salzen e Aune, os diferentes Facchin se diferenciam pelo "casato", ou seja, pelo apelido da família – explica Jeverson.

Para o Brasil, na localidade de São Marcos da Linha Feijó, vieram três desses "casatos", por aqui mais conhecidos pelos patriarcas: Bortolo, Angelo e Batista Giovanni Facchin.

– Hoje, muitos dizem, generalizando: "... todos os Facchin de Caxias do Sul saíram de São Marcos, eram todos parentes". Não é verdade. Juntaram-se, na mesma  localidade, famílias que na Itália já eram vizinhas, porém, não parentes. Inclusive, o professor Luiz Facchin casou, em 1883, ainda na Itália, com Maria Facchin, irmã de Angelo Facchin, este o patriarca de um dos "casatos" vindos para Caxias do Sul – completa o pesquisador.

O "casato" do patriarca Bortolo, segundo Jeverson, era o "Conte". No caso, a maneira que se referenciava alguém dessa família, na Itália, utilizando-se o exemplo do patriarca, era "Bortolo Facchin detto Conte". O primeiro "Conte" chegado a então Colônia Caxias foi Angelo Facchin, filho de Bortolo e irmão de Luiz, chamado de "Angelo di Bortolo" (termo também muito usual na Itália, onde se repetiam muito os nomes), no ano de 1881. Os demais membros da família vieram todos no mesmo navio, o vapor Napoli, em 1885.

Na imagem abaixo, o casamento de Bortolo Luiz Facchin e Erminia Felipi, em 15 de janeiro de 1930. Bortolo Luiz Facchin faleceu no dia 31 de maio de 1966, aos 57 anos.

Leia mais:
A trajetória do professor Luiz Facchin
Luiz Facchin e uma viagem ao Velho Mundo em 1910
São Marcos da Linha Feijó: Família de Batista Giovanni Facchin
Getúlio Vargas visita a família Facchin em 1950
Libera Rizzo e a capela de Nossa Senhora das Graças 

Bortolo Luiz Facchin e Erminia casaram em 15 de janeiro de 1930Foto: Studio Geremia, acervo de família / divulgação

Os sinos de São Marcos

Os três sinos de São Marcos da Linha Feijó foram encomendados no ano de 1896 e adquiridos pelo professor Luiz Facchin. Fabricados em 1899, eles pesam um total de 1089 kg. Chegaram à localidade no ano de 1901, sendo que a primeira torre, de madeira, ficou pronta no ano de 1902.

Os sinos foram fabricados pela fundição pertencente a Pietro Colbachini, localizada em Bassano del Grappa, na Itália. Com eles, veio um pequeno sino extra, ainda hoje utilizado para anunciar o início das missas (tocado por uma corda e localizado na sacristia).

A construção da torre atual foi iniciada em 1923, sendo concluída em 1927. Na imagem abaixo, a carta original vinda da Itália, escrita por Pietro Colbachini em 1896, confirmando a encomenda dos sinos.

Leia mais:
O pioneirismo da família Rossato em São Marcos da Linha Feijó
Relíquias da imigração italiana: as cartas preservadas por Dirceu Rossato
Cartas de imigrante italiano inspiram exposição fotográfica em Caxias  

Raridade: a carta vinda da Itália, escrita por Pietro Colbachini em 1896Foto: acervo de família / divulgação

O encontro

O primeiro encontro dos Facchin ocorreu em 2017, quando participaram aproximadamente 120 pessoas (foto abaixo). Na ocasião, foi realizada uma missa exclusiva aos membros da família em horário posterior ao da celebração normal da comunidade, seguida de almoço. Neste domingo, será feita uma homenagem à família na missa das 10h, ministrada pelo Frei Jaime Bettega, também seguida de almoço. 

Mais informações com Jeverson Facchin, pelo e-mail jeverson_facchin@hotmail.com ou fone (54) 99126.1599; e com Jocelei Facchin Vieira, pelo (54) 9983.3442.

O encontro de 2017, em São Marcos da Linha FeijóFoto: acervo de família / divulgação

Parceria

Informações desta coluna são uma colaboração de Jeverson Luiz Facchin.

Leia mais:
Nossa Senhora de Lourdes: uma gruta surge em 1943
Missões capuchinhas em São Gotardo em 1953
Encontro da família Grazziotin em Nova Prata
Encontro das famílias Gavazzoni e Muraro em Flores da Cunha
Encontro da família Soldatelli em São Marcos
Imigração italiana: encontro da família Finatto 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros