Desfile cênico e discursos marcam o encerramento da 32ª Festa da Uva, neste domingo, em Caxias - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

32ª Festa da Uva10/03/2019 | 19h34Atualizada em 10/03/2019 | 20h15

Desfile cênico e discursos marcam o encerramento da 32ª Festa da Uva, neste domingo, em Caxias

Festa contabilizou público total próximo a 600 mil visitantes, segundo a última estimativa. Número oficial deverá ser divulgado na segunda-feira

Desfile cênico e discursos marcam o encerramento da 32ª Festa da Uva, neste domingo, em Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Desfile cênico ocorreu na Rua Sinimbu, entre 17h e 18h30min Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Um bom público encarou a tarde fria e a garoa de domingo em Caxias do Sul para prestigiar o desfile cênico que marcou o encerramento da 32ª Festa da Uva, na Rua Sinimbu. Como todo fim de um ciclo, houve emoção nos olhos de quem se envolveu desde o início, como as centenas de atores, atrizes, músicos e figurantes que compõem as diversas alas do desfile, que teve direção artística de Matheus Brusa. 

Leia mais
Lotação da pista e chuva causam transtornos ao público dos shows, em Caxias  
Homem fica ferido após sofrer descarga elétrica em estande nos pavilhões da Festa da Uva
Tá Na Festa #12: Pá e vassoura nas mãos, sorriso no rosto

Após o trajeto, que durou cerca de 1h20min, e da concentração final de artistas e público no entorno do chafariz da Praça Dante Alighieri — uma novidade desta edição — houve discursos que marcaram o fim da 32ª edição da Festa, uma das mais polêmicas e cujo público total, em torno de 600 mil visitantes, esteve longe da alcançar  a marca de edições passadas (a edição anterior, de 2016, teve 941 mil visitantes). 

As falas foram breves. Ao todo, a parte de discursos não ultrapassou 15 minutos. Falaram a Rainha Maiara Perottoni; as princesas Milena Caregnato e Viviane Gaelzer; a presidente da Festa, Sandra Mioranza Randon; e o prefeito, Daniel Guerra. Guerra enfatizou o fato da Festa ter sido autossustentável. E que, encerrada a festa, o próximo passo deverá ser o de avaliação de acertos e erros. 


— Esta edição foi diferente e ousada, ao buscar renovar o conceito deste grande evento. Tivemos uma festa 100% paga com dinheiro de patrocínio, bilheteria e apoiadores. Ao mesmo tempo, a prefeitura atuou de forma permanente como apoiadora, com serviços prestados pelas secretarias. Sabemos que toda mudança impacta, em alguma coisas para o lado positivo, em outras para o positivo. Neste momento temos de avaliar o que será mantido e o que será modificado para a próxima edição. Esta é a responsabilidade de quem está gerindo esta grande marca — declarou o prefeito. 

Econômica, em seu discurso a Rainha Maiara destacou o protagonismo das diferentes comunidades caxienses e dos colonos na construção da Festa. Também agradeceu às princesas e embaixatrizes pela relação de confiança construída. 

— Foram momentos de muita doação de pessoas que, acima de tudo, amam a alma humana e prezam pelo amor que cada um de nós carrega em nosso coração. Se estamos aqui hoje, é pela nossa Festa e pela nossa gente — resumiu a forquetense Maiara. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 10/03/2019Último desfile da festa da uva. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
As soberanas, a presidente Sandra Mioranza Randon e o prefeito Daniel GuerraFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

A fala mais emocionada foi a de Sandra Randon, presidente da Festa Nacional da Uva, que também enfatizou a gratidão como o sentimento mais forte ao final da jornada de dois anos para a organização da Festa:

— Para tornar realidade essa edição, contamos com a presença de centenas de pessoas que se dedicaram a mostrar o que a nossa região tem de melhor. Foi uma jornada de dois anos que concluímos hoje, com muita cumplicidade e amor. 

 Leia mais:
"Todos os anos, no Dia das Mães, eu ligava para ela", conta Álvaro Mentta, amigo de Tite
"É um momento difícil", resume Tite no velório da mãe
Homem é preso por tráfico de drogas em São Francisco de Paula 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros