Inauguração da Rodoviária de Caxias do Sul em 1958 - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória31/12/2018 | 07h00Atualizada em 31/12/2018 | 07h00

Inauguração da Rodoviária de Caxias do Sul em 1958

Linhas de ônibus ficaram concentradas junto à Praça da Bandeira até 1975

Inauguração da Rodoviária de Caxias do Sul em 1958 Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação/Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação
A rodoviária, na esquina da Sinimbu com a Moreira César, no dia da inauguração, em 15 de novembro de 1958 Foto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, divulgação

A última coluna do ano destaca um dos locais mais movimentados desta época de partidas, chegadas, férias e viagens: a rodoviária. E as antigas estações de Caxias do Sul têm muitas histórias a serem resgatadas. Há 60 anos, às vésperas do início do verão de 1958, surgia o prédio da esquina das ruas Sinimbu e Moreira César, lembrado até hoje como a “rodoviária velha”. Era o terceiro endereço oficial (leia mais abaixo). 

O edifício foi inaugurado em 15 de novembro de 1958, um sábado, junto à Praça Dante Marcucci (da Bandeira). E a badalação toda foi destacada na edição do então semanário Pioneiro de 29 de novembro de 1958: 

"Caxias do Sul orgulha-se de contar com a Estação Rodoviária mais moderna de todo o interior do Estado. Os atuais dirigentes compreenderam a necessidade de dotar a cidade de uma estação condizente com o seu progresso. Para isso, o sr. Urbano Marietti, concessionário do movimento rodoviário, não poupou esforços nesse sentido. E hoje, à Praça Dante Marcucci, local aliás onde funcionou a primeira Rodoviária de Caxias do Sul, ergue-se imponente a moderna Estação."

A Estação Rodoviária de Caxias do Sul permaneceu ali de novembro de 1958 até junho de 1975, quando da inauguração da quarta estação, na Rua Ernesto Alves. Nas imagens abaixo, alguns registros da solenidade de 1958, que contou com a presença do bispo Dom Benedito Zorzi, do prefeito Rubem Bento Alves, do advogado Remo Marcucci, dos radialistas Nestor Gollo e Vivaldo Vargas de Almeida e do concessionário Urbano Marietti, além de dezenas de convidados e moradores do bairro.  

Leia mais:
Estação Rodoviária de Caxias do Sul em 1958
Caxias do Sul pelas lentes de um turista em 1958
Lembranças do Excelsior Hotel
Dante Marcucci: um busto e uma polêmica
Memórias na vertical: a história dos antigos prédios de Caxias

Solenidade foi acompanhada por Vivaldo Vargas de Almeida (com o microfone), Remo Marcucci (papel em mãos), padre Ernesto Brandalise, Nestor Gollo, Urbano Marietti, Rubem Bento Alves e Dom Benedito ZorziFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami
O prefeito Rubem Bento Alves cortando a fita de inauguraçãoFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami
A bênção de Dom Benedito Zorzi. À esquerda, o radialista Vivaldo Vargas de AlmeidaFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami

Leia mais:
As imobiliárias que vendiam terrenos no Litoral nos anos 1950
Paraíso: uma praia e um hotel em 1952
Os antigos verões no Clube Palermo
Antigos verões: o Balneário De Lazzer
Pé na tábua rumo ao Litoral
Dose dupla: Areias Brancas em 1954, Torres em 1964  
Nostalgia do verão: um filme em Torres em 1950 

O início

Os primeiros registros de serviço de transporte de passageiros de ônibus, tanto urbano quanto intermunicipal, datam dos anos 1930. Até o início da década de 1940, as chegadas e partidas davam-se no entorno da Praça Dante Alighieri. Porém, a instalação de uma estação para esse serviço tornava-se cada vez mais necessária. 

A primeira estação rodoviária da cidade, regulamentada, com horários organizados, foi instalada junto à Praça da Bandeira, atual Praça Dante Marcucci — porém, sem acomodações apropriadas nem abrigo para a chuva. Em meados de 1947, a rodoviária passou a funcionar na Rua Bento Gonçalves, entre a Dr. Montaury e a Visconde de Pelotas, oferecendo melhores condições e funcionando ali até finais de 1958. 

Leia mais:
Inauguração do Super Calcagnotto em 1975
O pioneirismo da Importadora Comercial Ltda
Inauguração dos Pavilhões da Festa da Uva de 1975
Construção da Réplica de Caxias nos Pavilhões em 1977
Mansão Raabe: cinzas e ruínas no Carnaval de 1990
Memórias do antigo Real Hotel
Os preferidos dos caxienses em 1954        

Após o protocolo, a confraternização dos convidadosFoto: Studio Geremia / Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami

A concessão 

A concessão da Estação Rodoviária, dirigida desde o início pela Veppo & Cia Ltda, foi alterada em 1953, quando o sr. Vespasiano Veppo transferiu-a ao sr. Urbano Marietti. Foi durante um jantar realizado no restaurante do Recreio da Juventude, conforme jornal "A Época", edição de 31 de maio de 1953.

Com informações do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami

Leia mais:
A cidade de Dante Marcucci nos anos 1930 e 1940
Busto de Dante Alighieri, um ícone da praça desde 1914
Busto de Dante completa um século na praça
Hospital Pompéia: inauguração do busto de Dom José Barea em 1966
Estátua da Liberdade, um ícone da Praça Dante desde 1922 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros