Memória: Copa Rio Grande do Sul em 1948 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga08/10/2018 | 07h30Atualizada em 08/10/2018 | 07h30

Memória: Copa Rio Grande do Sul em 1948

Roteiro incluiu cidades da Serra como Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Farroupilha e Guaporé

Memória: Copa Rio Grande do Sul em 1948 Acervo pessoal / divulgação/divulgação
A carretera Nº 14, um Ford V8,1940, desfila em Passo Fundo, com o vencedor da Copa Rio Grande do Sul, Alcidio Schroeder, sentado na capota, durante a carreata comemorativa em setembro de 1948 Foto: Acervo pessoal / divulgação / divulgação

Em 26 de setembro de 1948, às vésperas do então semanário O Pioneiro chegar pela primeira vez às bancas, em 4 de novembro, Caxias do Sul e diversas cidades da Serra integraram o roteiro da lendária Copa Rio Grande do Sul. Promovida pelo antigo jornal Diário de Notícias e patrocinada pelo Banco Agrícola Mercantil S.A., foi a maior prova nas estradas gaúchas, com 824 quilômetros a serem percorridos e participação de 28 carros — a largada foi dada pelo governador Valter Jobim na Avenida Farrapos, em Porto Alegre. 

A lamentar o gravíssimo acidente ocorrido com a carretera Ford V8, número 30, pilotada por Antonio Fanini Filho, de Guaporé, um dos últimos carros a partir e que, ao chegar na fechada curva no fim da Avenida Farrapos, atropelou muitos assistentes: quatro morreram no local e 40 ficaram feridos. Como quase todos os carros já haviam passado e sem comunicação com os pilotos, a prova não foi suspensa. 

As etapas

A primeira etapa aconteceu em Porto Alegre, São Leopoldo, Nova Petrópolis, Caxias, vacaria, Lagoa Vermelha e Passo Fundo, onde os carros dos competidores foram abastecidos. Esse primeiro trecho foi vencido por Ernesto Ranzolin (com o Ford V8, 1947, número 10), de Antônio Prado, mas radicado em Lages (Santa Catarina). Ranzolin teve marcação cerrada de Alcidio Schroeder (Ford V8, 1940, número 14), o Leão da Serra, que representava Passo Fundo e chegou em segundo lugar. 

No trecho final – Passo Fundo, Marau, Casca, Guaporé, Bento Gonçalves, Farroupilha, Feliz, São Sebastião do Caí e Porto Alegre — as posições se inverteram: Alcidio chegou na frente, e Ranzolin, em segundo. Na soma dos tempos, Alcidio Schroeder levou os louros da vitória. 

No intervalo, na parada em Passo Fundo, Alcidio teria dito que a corrida seria vencida por ele: "Conheço o trajeto como a palma da minha mão". Tinha razão e sabia o que falava, afinal, era motorista de ônibus e fazia constantemente a linha Passo Fundo-Porto Alegre.

Informações desta página foram publicadas originalmente na coluna Almanaque Gaúcho, do colega Ricardo Chaves, de Zero Hora.

A Copa Rio Grande do Sul, em 26 de setembro de 1948Foto: Acevo pessoal de Nelson Rocha / divulgação
A carretera Nº 14, um Ford V8,1940, de Alcidio Schroeder cruza a faixa de chegada, na Avenida Farrapos, em 1º lugar, no dia 26 de setembro de 1948Foto: Acervo pessoal / divulgação
O piloto vencedor Alcidio Schroeder, torcedor colorado, mostra o distintivo do Inter na grade de seu carroFoto: Acervo pessoal / divulgação

Aristides Bertuol

Entre os pilotos da Copa Rio Grande do Sul esteve Aristides Bertuol, de Bento Gonçalves, que disputou a prova com seu primeiro carro de competições, um Chevrolet Sedanete 1948. Parte dessa história foi recordada pelos autores Fabiano Mazzotti e Gilberto Mejolaro no livro Aristides Bertuol - O Piloto da Carretera Nº 4, lançado em 2016. Conforme os autores, Bertuol abandonou o percurso logo no início, em Esteio, por razões desconhecidas. Com esse carro, Bertuol disputaria outras cinco provas.

—  A Copa Rio Grande do Sul, em 1948, contribuiu para que as estradas do Rio Grande do Sul fossem conhecidas por outras regiões. O governo do Estado utilizava as estradas como divulgação dessa malha rodoviária, e os meios de comunicação faziam uso dessas corridas para se aproximar da população. Várias rádios e jornais tinham provas com seus nomes — completa.

Leia mais:
Aristides Bertuol tem trajetória revista em livro
Casamento de Aristides Bertuol em 1943
Aristides Bertuol: no tempo das carreteras
Nas curvas do Autódromo de Tarumã em 1973
Corrida de carreteras na Festa da Uva de 1961
Nas curvas do Autódromo de Tarumã em 1973 

Aristides Bertuol e seu Chevrolet Sedanete 1948, com o qual competiu na Copa Rio Grande do Sul, em 26 de setembro de 1948Foto: Acervo família Bertuol / divulgação

Pioneiro 70 anos

Você possui fotos antigas do ano de 1948, quando o Pioneiro foi fundado, e da décadas de 1950 e 1960? Podem ser registros da cidade, famílias, esportes, trabalho, educação, lazer e cenas do cotidiano. As imagens devem ser enviadas em alta resolução, com nome e fone de contato, para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com. 

Leia mais:
Pioneiro a um mês de celebrar 70 anos
Pioneiro 70 anos: formatura dos contadores do Carmo em 1948
Pioneiro 70 anos: anúncios na estreia do jornal em 4 de novembro de 1948
Pioneiro 70 anos: de volta a 1952  
Pioneiro 70 anos: expressões em desuso, mas com o charme da época 

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros