Memória: Capa da primeira edição do Pioneiro em 1948 - Cidades - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias antiga22/10/2018 | 07h30Atualizada em 22/10/2018 | 07h30

Memória: Capa da primeira edição do Pioneiro em 1948

Em 4 de novembro de 70 anos atrás, semanário destacava o 5º Congresso Eucarístico Nacional, ocorrido em Porto Alegre uma semana antes

Memória: Capa da primeira edição do Pioneiro em 1948 Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução/reprodução
A capa da estreia, em 4 de novembro de 1948 Foto: Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução / reprodução

Com Caxias ainda sob a enorme repercussão do Congresso Eucarístico Diocesano, ocorrido por aqui entre 6 e 9 de maio de 1948, o então semanário O Pioneiro destacou em sua primeira edição o 5º Congresso Eucarístico Nacional, realizado entre os dias 28 e 31 de outubro de 70 anos atrás, em Porto Alegre. 

Foi exatamente quatro dias antes de o jornal chegar às bancas caxienses, em 4 de novembro de 1948. Tanto que o novo jornal estampou o evento religioso com destaque na capa. A chamada "Triunfo Eucarístico" resumia o ocorrido em Porto Alegre:

"A consagradora homenagem do povo gaúcho a Jesus-Hóstia ultrapassou a tudo quanto se poderia imaginar em beleza e grandiosidade. Ao alto, uma vista parcial da imensa multidão calculada em mais de 200 mil pessoas, reunida no Campo da Redenção, em Porto Alegre, onde foi erguido o altar monumento do V Congresso Eucarístico Nacional. Ao lado, num esforço de reportagem, conseguimos obter este flagrante de S. Excia. Revdma. Dom José Baréa, nosso amado bispo diocesano, quando revestido das sagradas paramentas, oficiou a Hora Santa". 

A capa da estreia, em 4 de novembro de 1948Foto: Centro de Memória da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul / reprodução

O altar-monumento

O altar-monumento de Porto Alegre foi o equivalente a enorme estrutura montada também em Caxias cinco meses antes, no Largo da Catedral Diocesana, conforme vemos na sequência comparativa abaixo.

Leia mais:
Largo da Catedral Diocesana nos anos 1960

Largo da Catedral: altar ficava na esquina da Sinimbu com Dr. Montaury (ao fundo)Foto: Studio Geremia / divulgação
Em Porto Alegre: missa de encerramento no altar junto ao Parque Farroupilha (Redenção)Foto: Acervo pessoal / divulgação

Leia mais:
O Congresso Eucarístico Diocesano de 1948
A atuação comunitária do bispo Dom José Barea
Funeral do bispo Dom José Barea em 1951
Inauguração do busto de Dom Jose Barea em 1966
80 anos da Diocese: os bispos de Caxias do Sul desde 1936
Primódios da Diocese de Caxias do Sul em 1931 

História 

Realizado cinco meses após a prévia em Caxias, o 5º Congresso Eucarístico Nacional marcou o centenário de criação da Diocese de São Pedro do Rio Grande do Sul, erigida canonicamente pelo beato papa Pio IX, em 7 de maio de 1848. A abertura solene do congresso, em Porto Alegre, se deu com uma missa pontifical cantada pelo arcebispo de São Paulo, o cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota. Nos demais dias, houve catequeses, primeiras comunhões e adoração ao Santíssimo Sacramento, exposto 24 horas por dia na centenária Igreja de Nossa Senhora das Dores. 

As santas missas eram celebradas no altar-monumento erguido no Parque Farroupilha. Na ocasião, fez-se presente, também, o presidente da República, o general Eurico Gaspar Dutra.

O 5º Congresso Eucarístico Nacional, na capital gaúcha, terminou em 31 de outubro, com missa e um solene cortejo com o Santíssimo Sacramento pelas ruas da cidade, coroando-se com o Angelus e a locução papal de Pio XII, que, de Roma, saudou os peregrinos gaúchos e brasileiros que se encontravam no congresso.

Leia mais:
Congresso Eucarístico de 1948: um marco da Diocese
Caxias do Sul durante o 1º Congresso Eucarístico Diocesano
São Pelegrino e o novo espaço da Casa de Memória   

Exposição em Porto Alegre 

Falando em Congresso Eucarístico Nacional, segue em cartaz até 17 de novembro, no Centro Histórico Cultural Santa Casa, em Porto Alegre, a mostra O Santíssimo em Adoração: 70 Anos do 5º Congresso Eucarístico Nacional. Trata-se de uma oportunidade rara para o público conhecer relíquias da Igreja que até então não eram expostas e que foram produzidas originalmente para o grande evento religioso de 1948. 

Leia mais:
Lanifício Gianella: um século de história e histórias
Distribuição de ranchos no Lanifício Gianella em 1941
Memória dos Capuchinhos: 25 anos sem o Frei Ambrósio Tondello  
Primórdios da Igreja de Lourdes
Inauguração da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes em 1943 

Colaboração

Parte das informações desta página foi publicada originalmente na coluna Almanaque gaúcho, do colega Ricardo Chaves, de Zero Hora.

Leia mais:
Pioneiro 70 anos: formatura dos contadores do Carmo em 1948
Pioneiro 70 anos: anúncios na estreia do jornal em 4 de novembro de 1948
Pioneiro 70 anos: de volta a 1952  
Pioneiro 70 anos: expressões em desuso, mas com o charme da época
Pioneiro a um mês de celebrar 70 anos

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros